Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Suspenso antes de ir à seleção, Valdivia sorri e nega cartão forçado

São José do Rio Preto (SP)

Valdivia já desfalcaria o Palmeiras contra Figueirense, Guaratinguetá e Icasa por estar com a seleção chilena e antecipou sua ausência em mais um jogo: por reclamação, levou seu terceiro amarelo diante do Oeste e, por isso, cumprirá suspensão contra o ABC, no sábado, em Natal. O jogador sorriu ao comentar se forçou o cartão.

“Não, não foi”, sorriu na saída do campo, após a vitória por 2 a 0, ao ser questionado pelo SporTV. O meia chegou a ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após admitir ter forçado o cartão e ficar fora quando já seria desfalque do time por estar com a seleção.

Na sequência das entrevistas, contudo, o camisa 10 lembrou como se revoltou após o árbitro ter lhe mostrado o amarelo. “Foi um cartão no qual o juiz quis dar o cartão porque quis. Um jogador adversário veio na minha direção e tentei sair, mas não deu. Pela minha reação, dá para entender que eu queria jogar no sábado. Quero jogar todas. Infelizmente, vou ficar fora”, falou, em tom de lamento, o atleta que sempre deixou clara sua prioridade à seleção nesta temporada.

Apesar de negar a busca pelo amarelo, Valdivia sabia de um acordo sem detalhes revelados publicamente entre a diretoria do Palmeiras e a comissão técnica do Chile. A seleção do meia o liberou de amistoso contra a Espanha, no mês passado, lembrando que precisaria do jogador para as duas últimas rodadas das Eliminatórias para a Copa do Mundo, contra Colômbia, no dia 11, e Equador, no dia 15.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Atleta mais caro do Palmeiras sempre disse priorizar a seleção e ficará sem jogar até as Eliminatórias, no dia 11
Ainda não está confirmado se Valdivia será liberado mais cedo para viajar ao Chile. O meia, porém, foi poupado ao sair no segundo tempo, mesmo sem ter nenhum jogo a fazer até o dia 11. “Pela intensidade do jogo, em um gramado fofo, poderia existir um desgaste maior. Ele aguentaria, mas, com um jogador a menos, em campo grande, cresceriam os espaços e o desgaste seria maior. Temos a preocupação de ter o Valdivia bem até o final do ano”, argumentou Gilson Kleina.

O treinador também se preocupou em ter mais um expulso além de Leandro. O árbitro deu uma bronca quando Valdivia já tinha recebido amarelo pouco antes de o técnico trocá-lo por Serginho, que entrou e fez o segundo gol. “O Valdivia tomou cartão e, de repente, acontece uma discussão e perdemos um jogador como ele, que é muito importante”, imaginou Kleina.

Embora não tenha reclamado, o jogador mais caro do Palmeiras garantiu que foi sacado a contragosto. “Não quero sair nunca, não gosto de sair por motivo nenhum. Mas é uma decisão do Kleina, então já foi. O importante é que tanto eu como o grupo estamos fazendo por merecer este acesso à Série A”, afirmou o chileno.

Além de Valdivia, outro jogador que será desfalque na próxima semana antecipou em um jogo sua ausência. Henrique levou seu terceiro amarelo nos últimos segundos do jogo desta terça-feira e cumprirá suspensão contra o ABC. Na madrugada de domingo, o zagueiro embarcará com a Seleção Brasileira para enfrentar a Coreia do Sul, no dia 12, e a Zâmbia, no dia 15.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade