Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Tite vê Grêmio melhor nas conclusões e diz que justo seria o empate

Porto Alegre (RS)

Para Tite, o resultado mais justo em Porto Alegre seria o quarto empate consecutivo do Corinthians. A equipe repetiu a ineficiência ofensiva das três partidas anteriores, mas, diferentemente do que aconteceu nas ocasiões em que ficou no 0 a 0 com Atlético-MG, Atlético-PR e São Paulo, teve a rede balançada. Deu Grêmio, 1 a 0.

“Não vou falar de dados estatísticos de outros jogos. Vou falar sobre o jogo de hoje. Fizemos um belo primeiro tempo, com duas oportunidades reais. Na primeira oportunidade que teve, o Grêmio foi efetivo. Foi um jogo equilibrado, qualquer equipe poderia ter vencido, mas o mais justo foi o empate”, afirmou.

As duas chances mencionadas pelo gaúcho foram com Diego Macedo, um chute de fora da área e um de dentro da pequena, por cima. Na ruim etapa final, ainda houve a esperança daquele que seria o 14º empate em 29 jogos no Campeonato Brasileiro em um cabeceio de Emerson.

Divulgação/Agência Corinthians
Diego Macedo teve a melhor chance do Corinthians e bateu por cima do gol (foto: Daniel Augusto Jr.)
“Depois do gol, o Grêmio ficou puxando contra-ataque. Tentei com dois armadores e dois homens de velocidade, botei o Jocinei para ter a finalização de média distância, mas foi insuficiente. Ainda assim, tivemos a bola no final do jogo. Ela poderia ter definido mais o que representou o jogo, um jogo igual”, acrescentou.

Tite não surpreendeu ao evitar projeções sobre a possibilidade de rebaixamento, risco que pode aumentar em caso de vitória do Vasco na quinta-feira – a distância para a zona da degola cairia para três pontos. “É o próximo jogo. Cabe a mim buscar soluções”, concluiu o gaúcho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade