Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Valdívia garante ficar até 2015 e vê Palmeiras pronto para Série A

São Paulo (SP)

Após a confirmação do acesso à elite do futebol brasileiro no último sábado, com o empate sem gols diante do São Caetano, o elenco do Palmeiras já começa a projetar sua próxima temporada. Nesta segunda-feira, o chileno Valdívia, um dos principais nomes do grupo alviverde, garantiu que permanece no Palestra Itália para voltar a jogar a Série A, ressaltando que o atual time do Verdão já está pronto para uma competição de nível mais alto.

Com contrato até o dia 17 de agosto de 2015, o camisa 10 aproveitou o bom momento para reafirmar o seu carinho pelo Alviverde. “Eu tenho contrato e meu contrato é longo. Eu gosto daqui, gosto do Palmeiras, não vejo motivos para sair”, disse o meia chileno em entrevista ao Globo Esporte.

Questionado sobre possíveis reforços para a disputa da Série A, Valdívia tentou se esquivar, passando a bola para comissão técnica e diretoria, mas falou sobre a qualidade de seus companheiros. Para o palmeirense, o atual elenco está pronto para enfrentar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O meia chileno terá a missão de comandar o Palmeiras no retorno à primeira divisão na próxima temporada
“Vai depender do treinador e da diretoria. Nosso elenco é bom e eu acredito que é um elenco de Série A, onde temos que ter um grupo forte para aguentar o ano inteiro”, completou Valdívia, que comparou o time rebaixado em 2012 com o atual, ressaltando que a principal mudança foi a obrigação de subir.

“Desde o ano passado, saíram muitos jogadores, também entraram muitos. Eu acho que a obrigação de voltar para a Série A fez com que o grupo ficasse mais forte, pois temos mais jogadores do que o grupo do ano passado, o elenco é maior, a qualidade é maior, a diferença principal é essa: a obrigação de voltar logo para a série A”, acrescentou.

Ciente de seu desgaste físico ao longo da temporada, o meia chileno, que desfalcou o Palmeiras em alguns momentos de 2013, voltou a falar sobre a sua série de lesões que prejudicaram seu desempenho no retorno ao Palestra Itália. Valdívia mostrou ‘fome de bola’ e se comprometeu a entrar em campo sempre que estiver em condições de jogo.

“É claro que eu gostaria de jogar todas as partidas, mas, infelizmente, eu tenho sofrido algumas lesões. O jogador está lá para treinar e jogar, eu gosto do que faço. Se depender de mim, eu jogarei todas que puder”, concluiu o camisa 10, que terá a missão de comandar o Palmeiras na Série A em 2014.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade