Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Vasco vence o Fluminense, mas segue na zona de rebaixamento

Gazeta Press Rio de Janeiro (SP)

O Vasco conseguiu um importante resultado na sua batalha para tentar escapar da zona do rebaixamento. O time de São Januário derrotou o Fluminense por 1 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Mesmo com a vitória, a equipe cruz-maltina não conseguiu sair do sufoco. O time chegou aos 32 pontos ganhos, mas em função da vitória do São Paulo, ocupa a 17ª posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O Fluminense, que sofreu a segunda derrota seguida, permanece com 34 pontos ganhos, na 12ª colocação.

O jogo foi disputado em Florianópolis porque o Vasco está cumprindo a pena imposta pelo STJD, que puniu o clube de São Januário com a perda de quatro mandos de campo. O time comandado por Dorival Júnior teve o mérito de sair na frente, com um gol de Cris, e suportar a pressão do Tricolor das Laranjeiras, que ainda não conseguiu vencer um clássico regional em 2013.

Na próxima rodada, o Vasco visitará o Criciúma no Heriberto Hulse. O Fluminense receberá o Grêmio no Maracanã.

Divulgação/Vasco da Gama
O contestado Cris marcou o gol da vitória do Vasco e foi muito festejado por seus companheiros
O jogo - O clássico começou com muitos passes errados e muitas faltas. Os dois times encontravam dificuldades na armação de jogadas e não conseguiam empolgar o público presente ao estádio. O Fluminense apresentava uma formação mais ofensiva, com Rhayner flutuando pelos dois lados do campo, com absoluta liberdade para encostar nos atacantes. O Vasco, por sua vez, se mostrava mais preocupado com a marcação, mantendo apenas André isolado na frente.

No seu primeiro ataque, aos 11 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol. Marlone cobrou falta, do lado esquerdo, e o zagueiro Cris se aproveitou da desatenção da zaga tricolor para cabecear, sem chances para o goleiro Kléver.

A vantagem animou o time de São Januário que passou a imprensar a equipe do Fluminense, principalmente com triangulações pelo lado direito entre Francismar, Fagner e Jhon Cley que criavam dificuldades para o improvisado Igor Julião.

O Fluminense sentiu o golpe e passou a cometer muitos erros de passe e a encontrar dificuldades para penetrar na defesa cruz-maltina. Só aos 22 minutos, o time dirigido por Vanderlei Luxemburgo chutou a gol, mas a conclusão de Biro Biro não levou o menor perigo para o gol defendido por Diogo Silva.

Aos 23 minutos, quase que o Vasco amplia. Francismar arriscou da intermediária e Kléver salvou sua equipe. O goleiro tricolor conseguiu tocar na bola que ainda se chocou com o travessão.

Aos 29 minutos, o Fluminense criou a primeira jogada de perigo. O meia Wagner arriscou da entrada da área e criou muita dificuldade para o goleiro Diogo Silva que espalmou e permitiu que a zaga aliviasse. Dois minutos depois, o goleiro do Vasco voltou a ser exigido em chute cruzado de Jean. O goleiro deu rebote, mas Cris aliviou o perigo.

O Tricolor das Laranjeiras aumentou a pressão em busca do gol de empate, enquanto o Vasco apenas se defendia e tentava surpreender o adversário em lançamentos para Marlone e André, quase sempre bloqueados pela zaga tricolor.

O Fluminense quase empatou aos 39 minutos. Depois de chute de Rafael Sobis, a bola desviou na zaga e sobrou para Wagner, livre, na pequena área, mas a conclusão do meia tricolor foi bloqueada pelo goleiro Diogo Silva que saiu com precisão e fechou o ângulo.

O técnico Vanderlei Luxemburgo queimou todas as substituições no intervalo, promovendo a entrada de Felipe, Diguinho e Samuel, numa tentativa de dar outra feição tática ao time.

O primeiro momento de perigo foi provocado pelo Vasco com um chute rasteiro de Francismar que passou perto da trave esquerda defendida por Kléver.

Arte GE.Net
O Fluminense foi, aos poucos, assumindo o controle da partida e cercando a área cruz maltina em busca do gol de empate. Aos oito minutos, Bruno cruzou da direita, Cris rebateu e Felipe completou para boa defesa de Diogo Silva.

O Tricolor seguiu controlando as ações e, aos 16 minutos, Rafael Sobis arriscou, da entrada da área, e a bola passou perto da trave direita.

O Vasco criava poucas oportunidades, mas quase ampliou aos 18 minutos, quando André recebeu entre os zagueiros e tentou deslocar o goleiro Kléver, mas mandou a bola para fora. O Vasco quase chegou ao segundo gol, aos 23 minutos, quando Henrique arrancou desde a intermediária e bateu cruzado. Leandro Euzébio desviou,mas a bola passou muito perto da trave, dando grande susto aos torcedores tricolores.

O técnico Dorival Júnior decidiu reforçar a marcação e trocou o atacante Marlone pelo volante Sandro Silva. E o time de São Januário tentava aproveitar os avanços do adversário, principalmente pelo lado esquerdo, onde Henrique e Willie tentavam aporoveitar os espaços deixados pelo lateral direito Bruno.

A partir dos 30 minutos, a partida ficou emocionante. O Fluminense abandonou todas as precauções defensivas e se lançou ao ataque em busca do gol de empate, enquanto o Vasco tentava aproveitar os espaços concedidos pelo adversário.

O Fluminense apelava para seguidos cruzamentos na área, obrigando o goleiro Diogo Silva a sair do gol para aliviar o perigo. Aos 39 minutos, Wagner teve a chance do empate, mas sua cabeçada foi defendida por Diogo Silva.

Nos minutos finais, o time dirigido por Vanderlei Luxemburgo partiu para o desespero, mas a defesa vascaína soube se defender, com segurança, e garantir a vitória.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade