Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Willian José minimiza polêmica de sua substituição no clássico

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

A polêmica em torno da substituição do centroavante Willian José para a entrada do atacante Victor Andrade, nos minutos finais do empate do Santos com o Corinthians, por 1 a 1, na tarde do último domingo, em Araraquara (SP), foi um dos assuntos mais comentados depois do clássico. A substituição teria sido sugerida por Zinho, gerente de futebol do clube praiano. Indagado sobre o assunto, Willian José resolveu se esquivar, evitando aumentar a polêmica em torno do caso.

“Não sei se foi a primeira vez (que houve alguma interferência de Zinho), o mais importante é que eu possa ajudar o Santos. Infelizmente, não pude fazer gol. Mas dei um belo passe para o Everton Costa (pouco antes de deixar o gramado), uma pena que ele não conseguiu fazer o gol”, disse o atacante, em entrevista à Rádio Capital/ESPN.

Segundo o próprio Zinho, a sugestão de sacar Willian José da partida teria partido do preparador de goleiros, Arzul, que teria notado o cansaço do jogador em campo. Com isso, o gerente de futebol santista teria avisado o auxiliar técnico de Claudinei, Marcelo Fernandes. Assim, o recado teria sido transferido para o treinador que, após observar o comportamento de Willian José por alguns minutos, resolveu promover a alteração.

Após o clássico, Claudinei Oliveira já havia minimizado o episódio, negando que Zinho tenha papel direto nas escalações ou substituições da equipe praiana. “De maneira alguma. Ele está ali para tentar ajudar. Todos queremos vencer. Essa figura do auxiliar fora de campo não tem tanta influência nos jogos na Vila. O caso de hoje foi pontual. O trabalho do Zinho tem ajudado bastante. Aqui, não tem vaidade. É algo normal de quem quer ajudar. Pensar que alguém vai escalar o meu time é não me conhecer”, afirmou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade