Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Afundado na zona da degola, Vasco foge das contas para não desanimar

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Com mais de 80% de chances de ser rebaixado e precisando ganhar os três jogos restantes, o Vasco está vivendo dias muito complicados no Campeonato Brasileiro. Porém, na visão de seus jogadores é preciso ter tranquilidade para reagir. Para isto, eles entendem que é fundamental deixar as contas de lado e não fazer projeções sobre a pontuação necessária para evitar a queda. O foco tem que ser o duelo contra o Cruzeiro, marcado para este sábado, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã pela 36ª rodada do Brasileirão.

"Nesse momento não podemos ficar pensando em fazer contas, pois as coisas estão mudando de rodada para rodada. Na semana passada, tínhamos conseguido deixar a zona de rebaixamento. Agora voltamos e estamos em situação complicada. Portanto, o importante neste momento é pensar em ganhar os nossos jogos, pois isso sim é que vai fazer a diferença a nosso favor se conseguirmos ter sucesso dentro de campo", disse o lateral direito Fagner.

O meia Marlone também pediu para o Cruz-maltino pensar o campeonato jogo a jogo. "O Vasco está em uma situação muito delicada e isso é evidente. Não dá para lutar contra os números. Mas também não vamos nos entregar pois sabemos que estamos ainda dependendo dos nossos próprios resultados, uma vez que acontecerão confrontos diretos entre times que estão na nossa frente na tabela de classificação e podemos reagir", disse.

Divulgação/Vasco da Gama
Principal jogador do elenco vascaíno, Marlone pediu tranquilidade ao time, que luta contra o descenso à Série B

"O mais importante quando se está lidando com esse tipo de realidade é fazer a sua parte. Ter tranquilidade para ir a campo e vencer e isso só acontece quando se deixa de lado a Matemática e se pensa dentro das quatro linhas", acrescentou a jovem revelação vascaína, que está sendo pretendido por grandes clubes do país como Corinthians, Cruzeiro e Internacional.

Se a ordem no Vasco é deixar a Matemática de lado e focar apenas nas partidas que estão por vir, o jogo contra o Cruzeiro deve ter sido o principal assunto na conversa que o técnico Adilson Batista teve com os jogadores no gramado de São Januário no início do treino realizado na manhã desta terça-feira. O comandante reuniu todo o elenco e falou por cerca de trinta minutos, gesticulando bastante. Em seguida, os reservas foram para campo para uma atividade física, enquanto que os titulares permaneceram sentados escutando ainda mais do treinador.

O elenco volta a treinar na manhã desta quarta-feira, quando Adilson deverá começar a projetar a escalação para a partida contra o Cruzeiro. O volante Pedro Ken, que cumpriu suspensão no empate sem gols com o Corinthians, na última rodada, volta a ficar à disposição. A princípio, ele não poderia atuar por uma cláusula contratual, já que tem seus direitos federativos ligados ao Cruzeiro. Porém, os dois clubes chegaram a um acordo, e ele poderá ser usado. O clube mineiro conquistou o título brasileiro por antecipação e tem bom relacionamento com os cruz-maltinos.

Ainda em relação ao treino desta terça-feira, apesar de a segurança ter sido reforçada, apenas um solitário torcedor compareceu para protestar e não teve sua entrada permitida no clube. Do lado de fora do portão gritou palavras de ordem contrqa o presidente Roberto Dinamite e reclamou dos preços dos ingressos para a partida diante do Cruzeiro. Apesar de o torcedor estar bastante nervoso e irritado com a situação do time no Campeonato Brasileiro, não houve maiores incidentes e nem foi necessária a presença de policiamento.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade