Futebol/Amistoso Internacional - ( - Atualizado )

Aguero brilha com a 10 de Messi, e Argentina vence Bósnia em amistoso

St. Louis (Estados Unidos)

A camisa 10 da seleção argentina parece ter vida. Nesta segunda-feira, com a ausência de Lionel Messi – fora por causa de mais uma lesão muscular na coxa -, a vestimenta imortalizada no corpo de Diego Maradona inspirou o ex-genro de El Pibe. Em amistoso contra a Bósnia e Herzegovina, disputado em St.Louis, nos Estados Unidos, o atacante do Manchester City brilhou e marcou os dois gols da vitória sul-americana por 2 a 0, em um jogo que confrontou duas seleções já classificadas para a Copa do Mundo de 2014.

Esta foi a última partida da Albi Celeste em 2013. Bicampeã mundial, em 1978 e 1986, a seleção argentina liderou as Eliminatórias Sul-americanas para o Mundial do Brasil com sobras e, certamente, chegará a território verde e amarelo como uma das principais favoritas ao título. No duelo desta segunda-feira, por exemplo, o rival também já havia conquistado vaga na Copa do ano que vem, e, nem por isto, complicou a vida dos Hermanos.

AFP
Destaque do Manchester City, Sergio Aguero fez dois gols e foi o nome da partida
Tudo bem que os europeus iniciaram o jogo com mais agressividade, chegando a levar perigo em mais de uma oportunidade nos dez minutos iniciais. Mas, a partir da metade do primeiro tempo, só deu Argentina. O lance que, provavelmente, acordou os sul-americanos aconteceu quando a Bósnia era melhor em campo. O zagueiro Nicolás Otamendi tentou um recuo para o goleiro Romero e quase marcou contra. Daí para frente, Aguero chamou a responsabilidade, honrou a camisa 10 que trajava e começou a brilhar.

Aos 38 minutos, o atacante aproveitou rebote em jogada de Palacio, chutou para o gol quase vazio e inaugurou o marcador. O tento, apesar da pressão inicial dos bósnios, não representou nenhuma injustiça, uma vez que os sul-americanos já haviam assustado em outras ocasiões. Na volta do intervalo, a Argentina ensaiou uma grande pressão nos primeiros minutos, mas só chegou ao segundo gol aos 20. Aguero - de novo - recebeu belo passe de Maxi Rodríguez, soltou uma bomba de canhota e venceu o goleiro rival, anotando um golaço. Na sequência, o camisa 10 quase fez o terceiro após grande jogada de Di María, mas errou a finalização.

No fim, ele foi substituído pelo técnico Alejandro Sabella, que, certamente, mudou seus conceitos ao fim dos 90 minutos. Isto porque, na última partida, no empate diante do Equador, também nos EUA, Sergio Aguero começou no banco de reservas e viu Higuaín e Lavezzi pouco fazerem no comando de ataque titular da Argentina. Nesta segunda, o atacante do Manchester City iniciou o duelo ao lado de Rodrigo Palacio e, com a camisa 10 de Lionel Messi, garantiu a vitória dos Hermanos. Vale lembrar, porém, que a Bósnia Herzegovina – já classificada para 2014, o primeiro Mundial de sua história – não pode contar com o seu principal jogador, Edin Dzeko, parceiro de Aguero no clube inglês.

AFP
Coma a ausência de Lionel Messi, Aguero vestiu a camisa 10 da Argentina e brilhou na vitória sul-americana

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade