Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Al Ahly multa Aboutrika por boicote ao ministro do Esporte do Egito

Cairo (Egito)

Campeão da África e classificado para o Mundial de Clubes da Fifa, o Al Ahly, do Egito, resolveu multar o experiente atacante Mohamed Aboutrika, que não quis receber a medalha da final da competição continental das mãos do ministro do Esporte do País, Taher Abou Zeid, no último final de semana.

Aboutrika seria ligado com a Irmandade Muçulmana, grupo reprimido pelo novo governo egípcio. O protesto não agradou ao seu clube, que aplicou uma punição de 50 mil libras egípcias (quase R$ 17 mil). Esta não é a primeira vez que o atleta de 35 anos se envolve em polêmicas.

AFP
Maior ídolo do Al Ahly, Aboutrika foi multado após protestar indiretamente contra governo local (foto: TORU YAMANAKA)
No ano passado, após a tragédia em Port Saind, onde mais de 70 torcedores morreram em confronto campal, Aboutrika anunciou sua aposentadoria, mas voltou atrás da decisão para defender o Egito nos Jogos Olímpicos, realizados em Londres, na Inglaterra.

Já no segundo semestre, Aboutrika brigou com a diretoria do clube e amargou banco de reservas – a sua participação no Mundial de Clubes, inclusive, estava ameaçada, mas a sua estrela acabou falando mais alto para a cúpula e a comissão técnica.

Mohamed Aboutrika está no Al Ahly desde 2004 e é considerado o maior ídolo da história do clube e do País no esporte. No fim de semana, ele voltou a marcar gol na final da Liga dos Campeões da Europa, na vitória de 2 a 0 sobre o sul-africano Orlando Pirates.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade