Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Alessandro mostra pessimismo sobre acesso e explica gol sem comemoração

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O América-MG venceu o Atlético-GO, no Independência, e faltando duas rodadas para o fim da Série B do Brasileiro, o Coelho ainda tem chances de acesso, mas depende de combinação resultados, o que faz Alessandro afirmar que a situação americana é delicada. Os mineiros ocupam o sétimo lugar com 56 pontos, três de diferença para o Icasa, que fecha o G4.

Para conquistar o acesso, o América-MG precisa vencer os dois últimos jogos e torcer por tropeços de Icasa, Sport, Ceará e Figueirense. A dificuldade fez com que o avante Alessandro não comemorasse o gol anotado diante do Dragão goiano. Após o jogo, o jogador explicou a situação afirmando que a meta do clube era os primeiros lugares, o que deixa um sentimento de frustração.

“Não comemorei porque a gente batalha muito e, às vezes, o resultado não aparece. A gente tinha um objetivo muito grande, que era o acesso. E agora estamos vendo o acesso longe. O grupo tinha uma esperança muito grande de jogar essas últimas partidas com chances maiores e não conseguimos isso. Mas temos que manter a esperança e continuar fazendo o nosso trabalho, porque somos profissionais”, declarou.

Para Alessandro, o jogo contra o Atlético-GO serviu ao menos para o ataque americano voltar a balançar as redes, acabando com um jejum que vinha incomodando a equipe. “Nos jogos que joguei não consegui fazer gols. A gente corre para lado, corre para o outro e não tem situação de fazer. O torcedor não entende, a gente fica triste, porque quer dar alegria ao torcedor. Mas sabíamos que só com trabalho iríamos mudar, e treinamos muito finalização, porque nunca desanimamos”, comentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade