Futebol/Bastidores - ( )

Apesar de título, Jayme evita falar de futuro: “Não sou adivinho”

Rio de Janeiro (RJ)

Mesmo garantido pelo Flamengo para a próxima temporada, Jayme de Almeida ainda mostrou muita cautela. Com o título da Copa do Brasil nesta quarta-feira, o treinador cumpriu a segunda parte de seus objetivos na temporada – a primeira era tirar o clube do rebaixamento -, mas diz ainda não saber sobre o seu futuro. De acordo com o treinador, apenas após o dia 8 de dezembro, ele terá uma definição sobre o que fazer em 2014.

“Em relação ao meu futuro, não sou adivinho e não tenho como responder isso. Posso dizer que aquilo que foi me pedido foi feito. Agora, não sei se vou continuar no Flamengo, todos sabem que sou funcionário do clube, mas vamos resolver essa situação despois do dia 8 (de dezembro)”, explicou Jayme de Almeida.

O treinador assumiu o Flamengo durante o Campeonato Brasileiro, justamente após uma derrota para o Atlético-PR, começou na condição de interino, mas logo ganhou a confiança do grupo e os bons resultados também estreitaram a relação com a torcida. Após o título desta quarta-feira, no entanto, Jayme prefere manter a humildade no discurso.

“Procurei fazer o meu trabalho com tranquilidade, respeitando todo mundo, e acabamos sendo felizes no final. Não fomos rebaixados e o dever cumprido dá um alívio. Foi bacana, mas nada mais do que isso”, avaliou o comandante do Flamengo que deve ter o contrato renovado para disputar a Libertadores no próximo ano.

Ao longo da Copa do Brasil, Jayme de Almeida pediu humildade a seus jogadores. Para o treinador, o espírito de vestir a camisa de um clube da grandeza do Flamengo precisava ser resgatado entre os jogadores e a aceitação do grupo foi muito boa desde o início do trabalho.

“Ficamos fechadinhos e quando perceberam que o Flamengo era forte, nós já estávamos na final praticamente. Foi muito legal a ideia que procuramos passar. Eles perceberam que tinha que ser feito dessa maneira naquele momento. Nós jogamos uma sementinha em um grupo de estava muito debilitado e saiu uma planta muito linda”, concluiu o treinador do Flamengo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade