Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

Após dois gols, Edmílson celebra parceira com o ‘garçom’ Marlone

Macaé (RJ)

A receita para o Vasco sair com os três pontos neste sábado não foi tão complicada: jogada de Marlone e gol de Edmílson. Com a necessidade dos três pontos para seguir vivo na luta contra o rebaixamento, o time da Colina recebeu o Coritiba em Macaé e contou com uma parceria de sucesso entre os seus atacantes para sair com a vitória por 2 a 1.

O primeiro gol do jogo saiu em uma cobrança de falta de Marlone, ainda no primeiro tempo, e Edmílson apareceu livre dentro da área para desviar. No segundo tempo, o Vasco conseguiu ampliar a vantagem novamente com os dois jogadores. O garoto deixou dois marcadores para trás e cruzou na medida para seu companheiro desviar para o fundo das redes.

"O Marlone é um grande cobrador, foram duas bolas dele e eu consegui fazer os gols, mas não sou só eu, todos os jogadores estão de parabéns. Como vocês podem ver, o espírito é diferente, com todo mundo querendo”, destacou Edmílson, autor dos dois gols, que não deixou de ressaltar que a postura vascaína é diferente com a chegada do treinador Adílson Batista.

Revelado no Vasco, Marlone chegou a ser procurado pelo Atlético-GO no início da temporada, mas preferiu ficar em São Januário e vai conseguindo provar o seu valor. Melhor jogador da partida neste sábado, o garoto não escondeu a emoção ao falar sobre o seu time do coração e a importância de contribuir na luta contra o rebaixamento.

“Às vezes, eu até me emociono, pois sempre vivi aqui, longe de família, longe de casa, e como sempre falo, eu não queria ver o Vasco nessa situação, mas eu fico muito orgulhoso de vestir a camisa do Vasco neste momento e ajudar meus companheiros. Tenho que agradecer a todos, e também à nossa torcida, que, mesmo vendo o time nessa situação, sempre nos apoiou. Agora, cada jogo é uma final”, projetou Marlone.

A parceria de sucesso também foi celebrada por Adílson Batista. Após a confirmação da vitória em seu primeiro jogo no comando do Vasco, o treinador preferiu enaltecer todos os seus jogadores pela entrega em campo, mas também falou separadamente dos dois protagonistas da partida.

“Eu sempre enalteço a origem. O Marlone fez uma grande partida, o Edmílson é um definidor e sempre foi artilheiro. Eu tenho que enaltecer todos pela entrega e pela aceitação em poucos dias de trabalho. O primeiro passo foi dado, mas temos mais seis jogos ainda”, concluiu Adílson Batista, que terá mais seis jogos para livrar o Vasco do rebaixamento.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade