Futebol/Bastidores - ( )

Após polêmica, Chicão pode ser punido pelo STJD

Gazeta Press Rio de Janeiro (SP)

A polêmica envolvendo o zagueiro Chicão e o árbitro Alício Pena Júnior ainda está muito longe do fim. Isto porque a Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) decidiu entrar na discussão e cobrar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a abertura de um processo contra o jogador, que chamou o juiz de "babaca" em uma entrevista após o confronto. O defensor reclamou publicamente da postura de Alício, que teria ofendido os jogadores do Flamengo na noite de quarta-feira, durante a derrota de 2 a 0 para o São Paulo, em Itu (SP), pelo Campeonato Brasileiro.

O procurador do STJD, Paulo Schmitt, confirmou que vai abrir um inquérito para apurar o que realmente aconteceu na noite de quarta. Ele pode pedir punição a Alício e a Chicão. Os dois podem responder por ofensas morais. No caso do árbitro a punição varia de 15 a 90 dias, enquanto que o jogador pode pegar de quatro a seis jogos de suspensão.

“Vamos instaurar um inquérito para apurar o que aconteceu. Se houve alguma atitude desrespeitosa ou que fere as regras, com certeza vamos até o fim. Mas ainda é muito cedo para falarmos qualquer coisa”, disse Schmitt.

A diretoria do Flamengo já definiu que na próxima segunda-feira vai ingressar com um protesto formal na CBF pedindo o afastamento temporário de Alício até que sejam comprovadas ou não as acusações. O clube está preparando, inclusive, um dossiê com reclamações de jogadores de outros times sobre a conduta do árbitro a fim de ajudar em uma possível investigação.

Já Alício, desde a manhã de quinta-feira, vem mantendo contatos com a Anaf, que deverá defendê-lo em caso de processo no STJD. O árbitro conversou com colegas da entidade de classe e negou que tivesse acontecido qualquer ofensa em campo, seja por parte dele, seja por parte dos jogadores. Já Chicão, após a partida, deu outra versão.

“É complicado encontrar um árbitro que chama o time do Flamengo de fraco, que manda nosso time chupar porque o São Paulo está ganhando. A gente sabe do histórico dele, é só procurar. Ele não passa de um babaca e não pode apitar jogos do Campeonato Brasileiro”, atacou o defensor, na entrevista que, inclusive, pode lhe custar uma punição no STJD.

O zagueiro conta com o apoio de companheiros de clube. O técnico Jayme de Almeida e o volante Elias também pedem punição ao árbitro, alegando que realmente houve mal comportamento. A tendência é que o STJD se posicione no início da próxima semana.

Dentro de campo o Flamengo volta a jogar neste domingo, às 19h30 (de Brasília), quando enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre, pela 35ª rodada. Jayme de Almeida já adiantou que vai escalar uma formação praticamente reserva, já que a prioridade é mesmo o duelo diante do Atlético-PR, pela ida da grande decisão da Copa do Brasil. A definição do time que vai enfrentar os gremistas acontecerá apenas na manhã deste sábado, em atividade prevista para o Ninho do Urubu. Em seguida a delegação embarca para o Rio Grande do Sul, inclusive com os titulares, que ficarão treinando na capital gaúcha.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade