Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Após polêmica, Marcelo Nicácio se desculpa com torcida e não será punido

Belém (PA)

Fim de assunto. Marcelo Nicácio se desculpou, e a diretoria do Paysandu não se desesperou. Após ter xingado a própria torcida durante a partida contra o Palmeiras, na última terça-feira, pela 34ª Série B do Campeonato Brasileiro, e acendido uma polêmica desnecessária em um momento delicado do Papão na segundona, o atacante pediu perdão aos torcedores bicolores e foi compreendido pela diretoria. Nesta quinta-feira, o presidente do clube paraense, Vandick Lima, afirmou que o Paysandu não punirá o jogador.

“Não vejo isso como um “terremoto” na Curuzu”, disse o mandatário. “Ele acabou falando demais no calor do jogo. Não conversei com ele sobre o assunto, porém, a diretoria não irá puni-lo. Em nosso site já foi feito um pedido de desculpas pelo atleta. O que me preocupa neste momento é o jogo contra o Icasa amanhã (sexta-feira) e a saída da zona de rebaixamento”, esclareceu Vandick.

A polêmica aconteceu na última terça-feira, durante a partida do Papão diante do Palmeiras, no Mangueirão. O time paraense vencia a partida por 1 a 0 e era pressionado pelo Verdão, quando Marcelo Nicácio se levantou do banco de reservas, virou para as arquibancadas e disparou: “vamos, torcida de m...”. O caso ganhou enorme repercussão durante a semana, e especulava-se que o atacante poderia ser punido pela diretoria. Algo que não aconteceu.

Muito por causa de um pedido de desculpas divulgado pelo próprio atacante no site oficial do clube. Ele justificou o xingamento pelo difícil momento da equipe (17ª colocada) na Série B do Campeonato Brasileiro e disse que continuará se dedicando para evitar o rebaixamento do Papão à terceira divisão. “A torcida do Paysandu pode ter certeza que irei me dedicar como sempre tenho feito e irei lutar até o fim para conquistar as vitórias necessárias para que o time permaneça na série B”, afirmou.

Confira, na íntegra, a nota assinada por Marcelo Nicácio:

”Cheguei a Belém e fui muito bem recepcionado pela torcida do Paysandu, senti que a torcida do Papão é muito vibrante e sempre joga com o time. Eu venho pedir desculpas pelo o que aconteceu na partida contra o Palmeiras, estávamos em um momento de muita pressão no jogo, foi um momento de desequilíbrio e desespero de minha parte, pela situação que estávamos vivendo e pela importância que era vencermos a partida. Não era essa a minha intenção, mas acabei no impulso falando besteira. Peço sinceras desculpas a essa torcida que na verdade não é apenas uma torcida é uma nação de apaixonados e que a cada jogo demonstra o seu amor e fidelidade pelo Paysandu.

Estamos vivendo um momento de tensão e acredito que seja normal o torcedor ficar apreensivo, principalmente no final de cada jogo. A torcida do Paysandu pode ter certeza que irei me dedicar como sempre tenho feito e irei lutar até o fim para conquistar as vitórias necessárias para que o Paysandu permaneça na série B.

Reafirmo que não foi minha intenção desrespeitar a torcida do clube no qual defendo com muito orgulho e novamente peço minhas sinceras desculpas e peço o apoio da torcida bicolor para que juntos possamos tirar o Paysandu dessa situação, lutaremos até o fim e precisamos do seu apoio, estejam conosco, sejam o nosso 12º jogador”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade