Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

ASA aproveita apagão, marca no fim e atrapalha planos do Avaí

Arapiraca (AL)

Muito perto de confirmar seu rebaixamento à Série C, o ASA-AL mostrou valentia na noite desta sexta-feira e atrapalhou os planos do Avaí de abrir a 34ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B entre os quatro primeiros colocados. Depois de ser pressionado na maior parte do jogo, a equipe de Arapiraca surpreendeu nos minutos finais, se aproveitou do vacilo da zaga catarinense e garantiu a vitória por 1 a 0 no Estádio Coaracy da Mata.

O único gol do jogo saiu apenas aos 52 minutos do segundo tempo – a partida ficou 11 minutos paralisada por falta de iluminação. O atacante Lúcio Maranhão recebeu entre os zagueiros, tocou com categoria na saída dos goleiros e garantiu a importante vitória do time alagoana, que segue vivo na Série B.

Na lanterna, o ASA-AL chegou aos 29 pontos ganhos e ganhou certo alívio, apesar de ainda viver situação muito complicada e seguir perto do rebaixamento. O próximo duelo da equipe alagoana será nesta terça-feira, às 21h50 (de Brasília), contra o Guaratinguetá, novamente em Arapiraca.

Com a derrota, o Avaí chega aos 53 pontos, segue na briga pelo acesso, mas perde a chance de abrir a rodada no G-4 para colocar pressão em seus adversários diretos. Agora, na tentativa de voltar a figurar entre os quatro primeiros, o Avaí joga no mesmo dia e horário que o rival desta sexta-feira, contra o Ceará, na Arena Castelão.

O jogo - Perto de confirmar seu rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro, o ASA-AL recebeu o Avaí nesta sexta-feira e mostrou que, enquanto tiver chances matemáticas de permanecer na segunda divisão, vai continuar lutando dentro de campo. Sendo assim, diante de seu torcedor, a equipe de Arapiraca deu trabalho para os catarinenses desde o início do confronto.

A iniciativa do jogo, no entanto, era do Avaí. A equipe de Florianópolis precisava se recuperar as vexatória goleada sofrida na última rodada para o rival Figueirense e por isso contou com a experiência dos meias Marquinhos e Cléber Santana para pressionar nos minutos iniciais.

Os dois jogadores eram responsáveis por servir Márcio Diogo e Beto no ataque, que até tentaram algumas tabelas, mas não tiveram sucesso. O ASA-AL, por sua vez, tentava sair com a bola rapidamente ao ataque, principalmente pelo lado direito, onde encontrava liberdade e oferecia perigo ao time catarinense.

A melhor chance do primeiro tempo, no entanto, saiu apenas aos 40 minutos. O trio ofensivo formado por Marquinhos, Márcio Diogo e Beto funcionou no ataque do Avaí, a bola chegou ao centroavante, mas o goleiro Marcão apareceu para salvar o ASA-AL e garantir o empate pelo menos até o intervalo.

Na volta do intervalo, o cenário da partida não mudou. O Avaí seguiu no campo de ataque, apesar de não ter mais a mesma agressividade do início do confronto. Desta forma, Hemerson Maria trocou os dois atacantes, mas ainda assim não surtiu efeito. Com raça, o ASA-AL conseguia segurar o resultado em Arapiraca.

O jogo se encaminhava para um empate sem gols, até que, aos 33 minutos do segundo tempo, parte da iluminação do estádio apagou. O árbitro entendeu que o melhor naquele momento seria a paralisação, que durou cerca de 10 minutos. O descanso foi bom para o time da casa, que acabou surpreendendo na retomada da partida.

Aos 41 minutos – 52 contando o tempo de paralisação –, Lúcio Maranhão recebeu entre os zagueiros, invadiu a área e saiu na cara do goleiro Tiago. Com categoria, o atacante tirou do arqueiro e balançou as redes no Coaracy da Mata. Era a vitória do lanterna da Série B.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade