Futebol - ( - Atualizado )

Assediado, Ronaldo sente adrenalina no pôquer e ofusca tenista

Bruno Ceccon São Paulo (SP)

Ronaldo participou da última etapa da Brazilian Series of Poker, equivalente ao Campeonato Brasileiro, na tarde desta quinta-feira, em São Paulo. O ex-atacante, garoto-propaganda de um site de pôquer, foi assediado pelo norte-americano Chris Moneymaker e ofuscou o tenista Bruno Soares.

“O pôquer é um esporte da mente. Tenho usado o jogo para buscar a adrenalina que tinha no futebol. Ele me oferece uma sensação que não tinha desde que parei de jogar. Na mesa, posso competir e enfrentar outros jogadores. Está diminuindo a saudade do futebol”, afirmou.

Ronaldo concedeu entrevista ao lado de Chris Moneymaker, considerado um fenômeno do pôquer. Então contador no Tenessee, ele conquistou o evento principal da World Series of Poker em 2003, mostrando que os amadores têm condições de alcançar feitos expressivos na modalidade.

Divulgação
Astro Ronaldo vem se divertindo com o pôquer
“Cresci jogando futebol e vi esse homem muitas vezes nas Copas do Mundo. É uma honra poder estar com ele e apertar sua mão. É um dos meus ídolos. Fiz muitas coisas legais desde que ganhei o título em 2003, e essa é uma delas”, disse Moneymaker, sentado do lado de alguém que também sabe como fazer dinheiro.

Ronaldo odiava os longos períodos de concentração, comuns no futebol brasileiro, e costumava usar o pôquer para passar o tempo. Na temporada de 2010, Adilson Batista, então técnico do Corinthians, ficava irritado com o carteado do centroavante e seus companheiros.

A presença de Ronaldo na última etapa do Campeonato Brasileiro de Pôquer ofuscou o tenista Bruno Soares. Campeão da chave de duplas mistas do Aberto dos Estados Unidos-2012, ele conquistou seis títulos em 2013 e atualmente ocupa o terceiro lugar do ranking de duplistas.

Enquanto um batalhão de fotógrafos, cinegrafistas e jornalistas aguardava ansiosamente pela presença de Ronaldo em uma mesa especialmente montada no salão que abriga o campeonato em São Paulo, Bruno Soares jogava de maneira discreta ao lado de outros ‘mortais’.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade