Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Atlético-MG visita Bahia para ganhar moral rumo ao Mundial de Clubes

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O foco do Atlético-MG é o Mundial de Clubes, que será disputa em dezembro, no Marrocos, mas nem por isso, o Galo deixa o Brasileiro de lado. O Galo visita o Bahia, neste sábado, às 19h30, na Fonte Nova, e o objetivo dos mineiros é somar mais três pontos não se importando com a situação complicada dos baianos, que ainda lutam para se distanciar da zona de rebaixamento.

No Atlético-MG, o discurso é terminar bem o Brasileiro para chegar com confiança ao Mundial de Clubes. Essa é a opinião do goleiro Victor, que pensa que o duelo contra o Bahia é uma boa oportunidade para os atleticanos vencerem e ganhar ainda mais confiança para a sequência.

“Sabemos das dificuldades que enfrentaremos nesse jogo contra o Bahia, que está precisando do resultado, mas também sabemos da importância desse jogo para a gente, pois precisamos emplacar uma sequência de vitórias para ganhar confiança. É um jogo para buscar a vitória, aumentar a confiança da equipe e chegar em auto nível competitivo no Mundial”, disse.

Sobre a equipe que entra em campo neste sábado, o técnico Cuca não tem problemas de suspensão e as únicas baixas importantes são de ordem médica. O craque Ronaldinho Gaúcho segue em tratamento de lesão muscular e só volta a campo no final do Brasileirão. Já o volante Leandro Donizete faz de tratamento de contusão no joelho e só deve atuar no Mundial de Clubes.

Cuca deverá manter a mesma formação que venceu Náutico, na rodada passada. Com isso, o jovem Lucas Cândido ganha definitivamente a vaga de Júnior César na lateral esquerda. No meio-campo, Guilherme será mantido na função que Ronaldinho Gaúcho, com Tardelli tendo mais liberdade para chegar ao ataque.

Em situação complicada no campeonato, o Bahia ocupa o 15º lugar, não vence há cinco jogos e está a apenas dois pontos da zona de rebaixamento. Para voltar a ganhar a diretoria da equipe baiana decidiu reduzir os preços dos ingressos e a torcida Tricolor respondeu bem nas bilheterias, adquirindo grande número de ingressos. A expectativa é de que mais de 40 mil pessoas possam comparecer a Fonte Nova.

Capitão do time e um dos líderes do elenco, o volante Fahel é sinônimo de raça dentro de campo. O jogador garante que vontade e dedicação não vão faltar a equipe no jogo contra o Atlético-MG. Fahel sabe das dificuldades que o Bahia terá para derrotar o Campeão da América, mas afirma que o jogo será encarado como uma decisão.

"O Atlético-MG não foi campeão da Libertadores por acaso. É uma equipe de muita qualidade. Mas para nós, jogadores do Bahia, é um jogo decisivo. É uma final de Libertadores para nós. A nossa meta é entrar com muita vontade e a cada bola para nós tem que ser um prato de comida. Respeitamos os jogadores do lado de lá, mas temos que impor nosso ritmo. Temos que entrar na bola, como se fosse a última das nossas vidas", declarou.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 09 de novembro de 2013, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (ASP-FIFA/RS)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva – (FIFA/GO) e José Eduardo Calza – (CBF-1/RS)


BAHIA: Marcelo Lomba, Fabrício Lusa, Lucas Fonseca, Demerson e Jussandro; Feijão, Rafael Miranda, Fahel e Souza; William Barbio e Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges


ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Lucas Cândido; Josué, Pierre, Diego Tardelli e Guilherme; Fernandinho e Jô
Técnico: Cuca

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade