Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Baixo público mesmo com time no G-4 decepciona diretoria do Goiás

Goiânia (GO)

Na contramão da ótima campanha do Goiás na Serie A do Campeonato Brasileiro, a torcida segue sem comparecer em grande número ao Serra Dourada. São oito vitórias e dois empates em dez rodadas. No último domingo, a equipe triunfou sobre o Internacional por 3 a 1, e menos de nove mil pagantes estiveram presentes. Fato que deixou diretoria, novamente, chateada.

Recentemente, João Bosco Luz, presidente esmeraldino já havia comparado a torcida do Goiás à do Atlético-GO por essa ausência nos jogos. E quando questionado sobre os altos preços dos ingressos - R$ 50,00 na arquibancada e R$ 100,00 nas cadeiras – ele negou que seria esse o problema. “Acho que é um valor razoável para uma Serie A de Campeonato Brasileiro, para o futebol que o Goiás vem apresentando e pela posição em que o clube se encontra na tabela.”

Seguindo a mesma linha de raciocínio, Hailé Pinheiro, presidente do Conselho Deliberativo do clube, disse em entrevista à rádio 730, de Goiânia, após a última partida, que a torcida do Goiás está em dívida com a equipe. “Realmente esse ano a torcida está devendo. Nós estamos fazendo uma campanha maravilhosa, podemos até ser vice-campeões e a torcida não quer comparecer. Estamos muito decepcionados”, lamentou.

De mãos atadas e sem saber o que fazer, Pinheiro alerta que essa ausência dos torcedores pode trazer prejuízos à equipe no próximo ano. “Se a torcida não comparece, nós não vamos ter receita; se não temos receita, no próximo ano vamos ter um time no mesmo nível ou inferior a este”, avaliou.

Futuro do Clube – Hailé aproveitou o momento para falar sobre o futuro do presidente, que ainda não confirmou se vai lançar candidatura de reeleição. “Ficou dois anos, deu sua contribuição, tem um relacionamento muito bom e espero que ele fique. Se ele não ficar, vamos partir para outras opções. Sem presidente, o clube não vai ficar”, disse.

Mesmo com esta indefinição, a diretoria do Goiás já planeja 2014 e busca ainda trazer reforços para o próximo ano. Rafael Moura é um nome forte e pode retornar ao clube goiano em breve. A permanência de jogadores como Walter e do técnico Enderson Moreira também estão na lista de metas do clube, que está bem na briga por vaga na Libertadores da América.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade