Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Bom Senso quer Estaduais com mesmo formato da Copa do Mundo, diz jornal

São Paulo (SP)

‘Patinhos feios’ do calendário do futebol brasileiro, os Campeonatos Estaduais têm apenas um formato ideal para os integrantes do Bom Senso F.C. De acordo com o jornal Folha de S Paulo, o grupo de jogadores acredita que os torneios devem ser curtos, disputados em um formato idêntico ao da Copa do Mundo. Assim, 32 equipes seriam divididas em oito grupos de quatro, e as duas primeiras se classificariam para as oitavas de final. Daí até a final, jogos únicos de mata-mata decidiriam o campeão. O novo modelo deixaria as disputas de início de ano com somente sete datas.

Ainda com tal regulamento, um time que chegasse a todas as finais de campeonatos possíveis entraria em campo em, no máximo, 72 oportunidades, número considerado ideal pelo movimento dos atletas que pedem melhorias no futebol nacional - em 2014, uma equipe poderá jogar 83 vezes. Além disto, haveria menos semanas com jogos nas quartas e quintas-feiras, e, assim como na Europa, os clubes não jogariam partidas nas datas Fifa – quando há confronto entre seleções.

O Campeonato Brasileiro das Séries A e B permaneceriam com o mesmo formato – disputados por 20 clubes -, mas os da C e D mudariam. Eles ‘abrigariam’ todos os demais times profissionais do Brasil, impedindo a sua inatividade ao fim dos Estaduais – argumento usado pela CBF para manter a ‘longevidade’ dos torneios disputados no início de ano. Em 2013, a entidade organizou as quatro séries com 99 clubes, e os demais tiveram que jogar torneios regionais deficitários ou simplesmente ficar parados durante quase todo o segundo semestre.

Divulgação
Movimento de jogadores pretende apresentar proposta diretamente à TV Globo, que 'obrigaria' a CBF a ceder

Já modificada para 2013, a Copa do Brasil permaneceria sendo disputada no ano todo, mas por todos os mais de 650 times do País. Os menores jogariam as etapas eliminatórias preliminares, e os maiores entrariam apenas nas fases finais. Tal modelo é adotado por ligas como a inglesa, por exemplo, no qual as equipes mais tradicionais iniciam as disputas uma rodada antes das oitavas de final.

Ainda de acordo com a Folha de S. Paulo, o projeto de calendário ainda não foi fechado pelo Bom Senso, porque o grupo tenta provar aos clubes que o dinheiro perdido com menos jogos nos Estaduais seriam recuperados no restante da temporada. Um das estratégias seria apresentar a proposta diretamente à TV Globo, detentora dos direitos de transmissões do futebol no Brasil. Segundo o diário, o movimento entende que, se a emissora aceitar, a CBF será obrigada a ceder.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade