Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Cáceres prega respeito à Ponte e pede Vitória ligado na reta final

Salvador (BA)

Apontado como uma das sensações do Campeonato Brasileiro, o Vitória teve de superar momentos de oscilação na temporada para voltar a brigar por uma vaga no G-4. Mas para seguir vivo no sonho da Copa Libertadores da América, o rubro-negro precisa voltar a vencer neste domingo, às 17 horas (de Brasília), quando encara a embalada Ponte Preta em Campinas.

O time de Moisés Lucarelli é apenas o 18º colocado na Série A e luta desesperadamente contra o rebaixamento. Na Copa Sul-americana, porém, a Macaca surpreendeu o gigante Vélez Sarsfield na Argentina ao vencer por 2 a 0 e agora encara o São Paulo nas semifinais. Para o volante Luis Cáceres, a atuação campineira em Buenos Aires serve para deixar o Leão em alerta.

“Eles têm um time que joga bem. Acho que aqui no campeonato inteiro não tem nenhum time ruim, todas as equipes jogam em um nível muito alto. Precisamos pensar só em fazer o nosso jogo, tentar jogar bola e fazer gol”, analisou o marcador paraguaio, que formará o meio de campo de Ney Franco com Marcelo, Damián Escudero e Renato Cajá.

Além da preocupação com o bom momento e a empolgação da torcida da Ponte Preta, Cáceres também quer um Vitória atento aos rivais na briga pelo G-4. Na sétima posição com 48 pontos, os baianos têm o São Paulo na cola com dois pontos a menos, time que não perde há dez partidas na temporada desde a chegada do técnico Muricy Ramalho.

“Jogando em casa com o apoio da torcida, a Ponte vai querer ganhar o jogo para sair de uma zona difícil. E a gente quer somar mais pontos para estar mais perto do nosso objetivo. A gente sabe que tem que ganhar, tem time chegando perto da gente. Se não ganhar, os outros times podem encostar”, alertou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade