Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

‘Carrasco’, Pikachu revela convite e xingamento de Kleina durante jogo

Belém (Pará)

Quando, em janeiro deste ano, Gilson Kleina acrescentou o nome do até então desconhecido Yago Pikachu à lista de reforços do Palmeiras para a nova temporada, parte da diretoria alviverde não aceitou e mostrou descontentamento com o ‘pensamento pequeno’ do treinador. Tal fato foi até utilizado como argumento favorável à demissão – que não se consumou - do comandante após a fatídica derrota por 6 a 2 para o Mirassol, no Campeonato Paulista. Quase um ano depois, o jovem lateral-direito do Paysandu chega às rodadas finais da Série B do Campeonato Brasileiro como o maior carrasco do Verdão na disputa do torneio nacional. Na noite da última terça-feira, por exemplo, ele foi o autor do gol que deu a vitória ao Papão por 1 a 0 e adiou o título alviverde em Belém. Após o duelo, o jovem paraense revelou que recebeu um convite e até ‘xingamentos’ de Gilson Kleina durante os 90 minutos da partida disputada no Mangueirão.

Ainda nos vestiários do estádio, Pikachu confirmou que teve algumas conversas com o treinador do Palmeiras ao longo da partida. Em uma delas, o comandante teria, novamente, convidado o atleta para jogar no Verdão em 2014. “Eu conversei rapidamente com o Gilson Kleina na volta para o segundo tempo. Eu dei os parabéns para ele pela conquista da Série B e ele disse que estava disposto a me levar (para o Palmeiras). Depois disso, ainda brincou comigo e pediu que eu corresse menos dali na etapa complementar. Não sei se ele falou de brincadeira, mas eu fiz o contrário e corri ainda mais e fui feliz ao marcar o gol da vitória”, sorriu o jogador.

Porém, o bom relacionamento entre atelta e treinador 'se encerrou' assim que Pikachu balançou as redes no segundo tempo. Segundo o próprio lateral, quando, em um determinado lance do jogo, ele foi buscar a bola próximo ao banco de reservas do Palmeiras, recebeu um tratamento bem ‘menos ameno’ que o da volta do intervalo. “Depois que fiz o gol, teve uma hora que fui pegar a bola perto dele (do Gilson Kleina), foi quando ele me ‘xingou’. Mas acho que tudo era o momento do jogo. Eu sou profissional e estou focado em tirar o Paysandu dessa situação. Conseguimos os três pontos e isso que importa nesse momento. Vale enaltecer que vencemos o campeão. Só depois disso, quando terminar a Série B, é que vou pensar no meu futuro”, declarou o jogador, não descartando uma possível transferência para o Verdão no ano que vem.

Antes da última terça-feira, Yago Pikachu já havia dificultado a vida do Palmeiras na Série B do Campeonato Brasileiro. Na partida do primeiro turno, disputada no dia 17 de agosto, no Pacaembu, o lateral-direito anotou um lindo gol (o segundo do Papão no jogo) e quase sacramentou a derrota alviverde na 16ª rodada. No fim do jogo, no entanto, o time paulista virou o confronto e assumiu a liderança da segundona, de onde não saiu até hoje. O título, no entanto, segue sem ser alcançado (graças a Pikachu). A próxima oportunidade será neste sábado, às 16h20 (de Brasília), diante do Boa Esporte Clube, em São Paulo.

Wagner Carmo/Gazeta Press
Autor de um golaço no 1º turno, Yago Pikachu voltou a balançar as redes do Verdão e adiou o título da Série B

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade