Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Ceni vai definir em até 20 dias se estenderá carreira ou não

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Cada vez mais em pauta no São Paulo, o futuro de Rogério Ceni após dezembro agora tem prazo para ser definido. Ao final da vitória deste sábado sobre a Portuguesa, o goleiro ainda não disse se aceitará ou não estender a carreira, mas reconheceu que essa decisão precisa ser tomada logo.

"Estamos pensando, estamos vendo. Vamos ver o que é bom para todo mundo. É uma coisa que temos que definir em mais 15, 20 dias. Não tem muito como fugir disso, por causa da preparação para o próximo ano", disse o jogador, que tem tido cuidado para não tomar um rumo precipitado.

"Não existe pressa. Eu achava que, a cada 90 minutos, era escrita uma página da vida. Mas aprendi que, a cada 90 minutos, no futebol, se escreve a vida. Pela paixão do futebol, é assim", falou o camisa 1, referindo-se indiretamente às críticas recebidas ao longo da temporada nos momentos em que falhou debaixo das traves ou errando pênalti.

Apesar dos pedidos de todas as partes - o técnico Muricy Ramalho voltou a elogiá-lo, neste sábado, e a diretoria reforçou o desejo de sua permanência - e dos indícios de que pode continuar ao menos por mais uma temporada, Ceni lembrou que, caso se aposente, a posição estará bem servida pelos goleiros do elenco.

"Se eu resolver parar, não vou para outro clube. Eu vou parar, vou fazer outra coisa da vida. E o São Paulo está em uma situação muito confortável com relação a isso, porque tem bons goleiros em seu elenco, não tem preocupação em contratar", destacou o ídolo são-paulino.

Se sair realmente em até 20 dias, a decisão a respeito de seu futuro será tomada antes do término do Campeonato Brasileiro e de uma eventual decisão do título da Copa Sul-americana. Isso reforça a tese de que uma vaga na próxima edição da Libertadores pode não ter tanto peso para Ceni.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade