Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Claudinei acha mala branca normal, mas diz não ter recebido agora

Santos (SP)

A reta final do Campeonato Brasileiro traz novamente à tona a discussão em relação ao incentivo financeiro de clubes a adversários. O técnico do Santos, Claudinei Oliveira, confirmou ter recebido ‘mala branca’ quando ainda era jogador, mas negou que tenha necessidade de o Peixe ganhar agora.

“Parei de jogar há dez anos, e não chegou nada. Quando tem alguma coisa é tratada de capitão para capitão. Sinceramente, não preciso de incentivo extra, mas já recebi para ganhar jogos. Se alguém está pensando em fazer, creio que não tem necessidade”, afirmou.

O Santos não tem mais pretensões nesta reta final do Brasileirão, pois está livre do risco de rebaixamento e também aparece fora da briga por uma vaga na próxima Copa Libertadores da América. Neste momento em que apenas cumpre tabela, o Peixe enfrenta justamente adversários envolvidos na parte de cima da classificação.

Ivan Storti/Santos FC
Técnico Claudinei Oliveira admite ter recebido mala branca na época em que era jogador
Neste domingo, pela penúltima rodada do Nacional, o Alvinegro enfrentará o Atlético-PR, que é o vice-líder do Brasileirão. Depois, no encerramento do campeonato, o oponente será o Goiás, atualmente em quarto. Porém, Claudinei nega que seu time tenha recebido um incentivo a mais de concorrentes dos paranaenses e dos goianos para vencer os dois confrontos.

Mesmo assim, o treinador recorda do tempo em era goleiro, passando por mais de dez clubes (inclusive pelo Peixe), quando confirma ter recebido prêmios de adversários para vencer determinadas partidas.

“Dinheiro honesto não é ruim. O ruim é quando você ganha dinheiro fazendo alguma falcatrua. Comecei a jogar profissionalmente em 1989 e não vou negar, nem contar historinha para ninguém, existe isso. Aconteceu em jogos em que participei, recebi algumas vezes e vejo como algo natural. Corremos do mesmo jeito”, completou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade