Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Colocação na segunda metade da tabela indigna dirigente do Inter

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Após a vitória sobre o Botafogo, no último domingo, o diretor Luís César Souto de Moura ressaltou que o principal feito por ter obtido o resultado positivo era tirar o Internacional da “segunda página” da tabela de classificação do Brasileirão – os programas esportivos de televisão costumam dividir a tabela em duas, do 1º ao 10º lugar, e depois do 11º ao 20º. Com a derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, nesta quinta, o Inter voltou a figurar na segunda metade da classificação, na 11ª colocação.

A situação da equipe na tabela deixou o dirigente indignado: “aparecer na segunda página de classificação é inaceitável. Não temos time para estar nesta posição. Se o plantel é bom mas isso não aparece na tabela, precisamos esperar o fim do campeonato para que 2014 seja muito bom. Algumas falências de desempenho acabaram prejudicando o todo”, disparou o dirigente, sem citar nomes.

Os vários desfalques, a ansiedade da equipe e o nervosismo de atletas inexperientes foram as principais justificativas utilizadas pelo técnico Clemer para explicar a derrota do Colorado para o Galo. O Inter foi a Belo Horizonte sem nomes como Gabriel, Juan, Leandro Damião, Forlán e Scocco. Sem querer culpar a garotada pelo mau resultado, o treinador viu um Colorado bem no segundo tempo, mas recuado demais na primeira etapa.

“Teve de tudo um pouco. Pecamos por ansiedade em fazer um grande jogo e o nervosismo para aqueles que não atuam há vários jogos. Entramos com muitos jovens, pois tínhamos muitos desfalques. Não era a nossa intenção jogar tão recuado no primeiro tempo, mas sim marcar forte e sair em velocidade. Mas o pessoal novo sentiu um pouquinho”, analisou o treinador colorado.

O Inter caiu para a 11ª posição do Brasileiro nesta rodada, com 45 pontos. A distância para a zona de rebaixamento é relativamente confortável: seis pontos, faltando quatro rodadas. No entanto, a diferença pode cair para três neste final de semana, caso a equipe perca para o Goiás, no Serra Dourada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade