Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com apoio cruzeirense, São Paulo define Brasileiro contra Atlético-PR

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes e Tossiro Neto Curitiba (PR)

Salvo do risco de rebaixamento à segunda divisão, nas contas da comissão técnica, o São Paulo tem um novo desafio à sua série invicta. Sem perder há dez partidas, o time visita o vice-líder Atlético-PR, que acaba de chegar à final da Copa do Brasil e, no Campeonato Brasileiro, precisa vencer para impedir o título antecipado do Cruzeiro.

Marcado para as 17 horas (de Brasília) deste domingo, em Curitiba, o duelo pode ser decisivo também para o São Paulo. Se perder, a equipe treinada por Muricy Ramalho deve abdicar da competição nacional - na qual está sete pontos abaixo do G-4 - e direcionar o objetivo de chegar à próxima edição da Copa Libertadores exclusivamente através da Sul-americana.

Por também estar disputando duas competições de forma simultânea (classificou-se para a semifinal da Sul-americana), o São Paulo vem lidando com o desgaste acima da média de seus atletas. Muricy havia cogitado mesclar a equipe neste fim de semana, mas desistiu novamente e prometeu ir com força máxima à capital paranaense.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Aloísio, atacante são-paulino em melhor fase, é esperança de gol da equipe diante do vice-líder da competição
Força máxima significa contar com o retorno de Paulo Henrique Ganso, que cumpriu suspensão na Sul-americana e retoma o lugar de Jadson. Significa também não contar com Luis Fabiano. O atacante não está em seu auge físico e não tem disputado todas as partidas. Se ele ficar fora, a dupla de frente voltará a ser formada por Ademilson e Aloísio.

O Atlético vive grande momento na temporada: é finalista da Copa do Brasil pela primeira vez na história e está próximo de uma vaga na Libertadores via Brasileiro, no qual também busca manter a vice-liderança ao final da rodada. Com o primeiro jogo da decisão diante do Flamengo marcado apenas para o dia 20, a tendência é o time entrar em campo com força máxima neste domingo.

O técnico Vagner Mancini apenas não poderá contar com o lateral Pedro Botelho, que segue em tratamento no departamento médico, e com o atacante Roger, que cumpre suspensão e não será opção no banco de reservas. Juninho seguirá improvisado pela lateral. No ataque, Marcelo, que retornou diante do Grêmio e terminou o jogo sem condições físicas deve abrir espaço para Dellatorre, que vive boa fase.

A seu lado, o artilheiro Ederson, que espera voltar a balançar as redes nessa reta final de decisões. “É meu primeiro ano jogando a Série A e está sendo mais especial ainda porque é no Atlético Paranaense, onde aprendi tudo. E quero fazer história aqui. Já estamos marcados, mas queremos ainda mais. Até o final do ano teremos várias decisões, mas estamos preparados para isso”, concluiu.

Essa deverá ser a última partida da equipe jogando na Vila Capanema na Série A, já que o Rubro-Negro perdeu dois mandos de campo por problemas no clássico contra o Coritiba e terminará a competição atuando na Arena Joinville. Por isso, a previsão é de casa cheia e com uma torcida empolgada.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO- PR X SÃO PAULO

Estádio: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 10 de novembro de 2013, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Márcio Eustáquio (Fifa-MG) e Nadine Schramm(SC)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho; Deivid, Zezinho, Everton e Paulo Baier; Dellatorre e Ederson
Técnico: Vagner Mancini

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Reinaldo; Denilson, Maicon, Douglas e Ganso; Ademilson (Luis Fabiano) e Aloísio
Técnico: Muricy Ramalho

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade