Futebol/Campeonato Brasileiro Série C - ( - Atualizado )

Com Arruda lotado, Santa vence Betim e está de volta à Série B

Recife (PE)

A longa espera acabou neste domingo. Sob os olhares e gritos eufóricos de 60 mil torcedores, o Santa Cruz venceu o Betim por 2 a 1 e garantiu o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro após seis anos de espera – três deles na quarta divisão nacional.

Como venceu a partida em Minas Gerais por 1 a 0, o Santa dependia apenas de um empate para confirmar o acesso. O time, no entanto, partiu para cima do Betim e abriu o placar aos 12 minutos do segundo tempo, com André Dias. Oito minutos depois, porém, Max empatou de cabeça e deixou a partida dramática em Recife. Xodó da torcida, Flávio Caça-Rato entrou no segundo tempo e matou o jogo a três minutos do fim.

Na semifinal, o Santa Cruz terá pela frente o Luverdense. A primeira partida, em Lucas do Rio Verde, será disputada no próximo domingo. Na semana seguinte, o jogo será no Arruda. Quem levar a melhor no duelo encara o vencedor de Sampaio Corrêa e Vila Nova na grande final – o primeiro jogo, em Goiás, acabou empatado em 0 a 0.

O jogo – Inflamado por sua torcida, o Santa Cruz começou a partida a mil. Logo aos três, Raul aproveitou confusão na área do Betim e tocou para Dedé, que foi travado na hora de finalizar. Dois minutos mais tarde, André Dias tabelou com Siloé e chutou em cima do goleiro Felipe Sanchez.

A partir daí, o Betim equilibrou as investidas e o jogo ficou aberto no Recife. Foram sequências de chances para os dois lados, todas desperdiçadas. Aos 18, Marion aproveitou escorregada de Everton Sena e saiu cara a cara com Tiago Cardoso, mas demorou para chutar. Oito minutos depois, Raul cruzou para André Dias que, livre, cabeceou para fora.

Apesar da velocidade dos dois times, a forte marcação de ambos impediu a criação de jogadas dentro da área. Com isso, a melhor opção foi arriscar chutes de longa distância. Pelo Santa, Raul assustou Felipe Sanchez. Do outro lado, Marion fez Tiago Cardozo trabalhar.

O panorama seguiu o mesmo no segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Raul cruzou e André Dias obrigou o goleiro rival a fazer um milagre. Seis minutos depois, Wescley soltou uma bomba e Tiago Cardozo espalmou para escanteio.

De tanto insistir, André Dias finalmente deixou sua marca. Aos 12, o atacante aproveitou a sobra em cobrança de falta e chutou cruzado para abrir o placar no Arruda. Festa da torcida coral e choro do jogador na comemoração.

Divulgação
Santa Cruz contou com grande apoio da torcida para conquistar vaga na Série B do Brasileiro

O gol abalou o Betim e animou o Santa, que passou a dominar as investidas. Uma jogada de bola parada, no entanto, recolocou o time mineiro na partida. Aos 20, Max aproveitou cruzamento de Patrick e cabeceou firme para deixar tudo igual.

O cenário, antes amplamente desfavorável aos visitantes, se inverteu. Aproveitando o nervosismo do Santa Cruz e no Arruda, que diminuíram os gritos de incentivo momentaneamente, o Betim lançou-se ao ataque em busca do gol que o garantiria na segunda divisão.

Em ao menos dois momentos o time mineiro quase comemorou. Primeiro, Marion fez boa jogada individual e chutou à direita do gol. Depois, Tássio passou por Everton Sena e bateu forte, obrigando Tiago Cardozo a fazer ótima defesa.

O sofrimento do Santa Cruz só acabaria aos 42. Um dos xodós da torcida, Flávio Caça-Rato, que havia entrado no momento do gol do Betim, aproveitou falha do goleiro Felipe Sanchez e cabeceou para garantir o acesso de um dos mais tradicionais times do nordeste brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade