Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com dois gols de Cícero, Santos se recupera e complica Bahia

São Paulo (SP)

O Santos acabou com a série de três rodadas sem vitórias no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira, no estádio do Pacaembu, o time do técnico Claudinei Oliveira fez 3 a 0 sem sustos contra o Bahia, que se complicou na parte de baixo da classificação.

O destaque do Alvinegro foi o meio-campista Cícero, que marcou o segundo e o terceiro gols da partida. Já quem abriu o placar foi o argentino Montillo. Apesar de não ter balançado as redes, Thiago Ribeiro também brilhou, participando dos gols de Cícero.

Depois de uma série de dois empates e uma derrota, o Peixe volta a vencer e chegou aos 48 pontos, na parte intermediária da tabela. Já o Bahia acumula agora sete partidas seguidas sem ganhar no Brasileirão, permanecendo com 39 pontos, na zona de rebaixamento.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Cícero fez dois gols, e Montillo também deixou sua marca para acabar com a série de três jogos sem triunfos
Assim como aconteceu nas partidas de quarta, o jogo no Pacaembu teve protesto dos jogadores no início. Os dois times entraram em campo carregando faixa com a seguinte mensagem: “Por um futebol melhor para todos”. Depois, quando o árbitro autorizou o início, os dois times trocaram passes, sem qualquer disputa, por pouco menos de um minuto. Só depois da manifestação o confronto realmente começou.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, os dois times jogam no domingo. Às 17 horas (de Brasília), o Peixe enfrentará o Vitória, no Barradão. Já o Tricolor baiano encara o rebaixado Náutico, às 19h30 (de Brasília), na Arena Pernambuco.

O jogo - Apesar da necessidade dos dois times de voltar a vencer, ambos iniciaram a partida desorganizados em campo. O Bahia se concentrou apenas em buscar jogadas pela esquerda, com o lateral Raul e o atacante Wallyson. Já o Santos mostrou dependência por Montillo, com Geuvânio tentando arriscar também alguns lances.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Jogadores dos dois times aderiram ao protesto do Bom Senso FC antes da partida no Pacaembu
O Peixe chegou a ter duas oportunidades em cobranças de faltas, mas desperdiçou ambas. Assim, a partida demorou a ter emoção. O primeiro lance de perigo saiu apenas aos 25 minutos, depois que Edu Dracena não conseguiu cortar lançamento. A bola sobrou para Wallyson, que rolou na direita para Obina arrematar cruzado, rasteiro. Aranha se esticou para salvar o time paulista.

A jogada acordou o Santos, que respondeu cinco minutos depois. Geuvânio dominou pela direita, cortou para o meio e bateu de pé esquerdo. Marcelo Lomba espalmou, e a bola ainda acertou o travessão antes de sair pela linha de fundo. Aos 36, o Peixe abriu o placar. Emerson pegou a bola pela esquerda, em rebote de Fabrício, e fez a assistência na meia-lua para Montillo, que driblou o marcador e bateu cruzado para fazer o gol.

Antes do fim do primeiro tempo, o Bahia desperdiçou boa chance de empatar. Marquinhos recebeu cruzamento da esquerda nas costas da zaga, com liberdade, mas não conseguiu dominar, quase na linha da pequena área, e Aranha ficou com a bola.

Arte GE.Net
No segundo tempo, o Santos voltou melhor. Em cobrança de falta de Montillo da intermediária, Gustavo Henrique cabeceou, a bola desviou em Cícero e passou perto da trave. Depois do revés, Cristóvão Borges tirou o volante Fahel para colocar o atacante Souza, que, em sua primeira oportunidade, desperdiçou chance de frente para o gol.

Já o Santos não falhou na oportunidade seguinte. Aos 25, Thiago Ribeiro roubou a bola no meio-campo e lançou para Montillo, que ajeitou de cabeça para Cícero arrematar para as redes. A partir daí, o Santos só teve de administrar o resultado, sem ser incomodado pelo cada vez mais preocupado Bahia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade