Futebol/Liga dos Campeões da Europa - ( - Atualizado )

Com Neymar ascendente, Barça recebe Milan em crise para encaminhar vaga

Barcelona (Espanha)

Em um novo momento e ainda buscando se afirmar sob o comando de Gerardo Martino, o Barcelona terá um importante desafio nesta quarta-feira, a partir das 17h45 (de Brasília), no estádio Camp Nou. Enfrenta o poderoso – mas adormecido – Milan pela 4ª rodada da Liga dos Campeões da Europa e pode deixar a vaga para as oitavas de final muito bem encaminhada ao fim dos 90 minutos. O time espanhol lidera o Grupo H com sete pontos e, em caso de vitória, abrirá cinco de vantagem sobre os italianos, segundo colocados, com apenas duas partidas restantes.

Para conseguir isto, a principal arma catalã – por incrível que pareça – não é Lionel Messi. Apesar de artilheiro da equipe no ano com 12 gols, o argentino não balança as redes há três jogos e vive umum jejum raro em sua carreira. Por outro lado, Neymar vem em ascendência e foi o grande destaque do time nos últimos jogos. Além de marcar um gol e dar um assistência no clássico diante do Real Madrid, há duas semana, pelo Campeonato Espanhol, livrou o Barcelona do sufoco no dérbi contra o Espanyol, na última rodada, ao acertar mais um passe para gol na vitória por 1 a 0.

Por isto, já é considerado peça fundamental na nova realidade do Barcelona. Desde a chegada do treinador Gerardo Martino, fala-se em uma mudança de estilo do time, que, segundo alguns críticos, virou refém do ‘tiki-taka’ e sua excessiva posse de bola. Neste ‘novo Barça’, Neymar representa o drible e a verticalidade que faltavam à equipe de Camp Nou, ainda adaptando-se ao jogo mais objetivo. Estes primeiros três meses do brasileiro são promissores, uma vez que, em 15 jogos oficiais pelo Barça, ele já soma já soma quatro gols e oito assistências.

AFP
Em grande momento, o jovem Neymar é a esperança do Barcelona para mais uma vitória no estádio Camp Nou

Pelo lado do Milan, a realidade é completamente diferente. Apesar de também viver um período de transição – após anos de conquistas sob o comando de Carlo Ancelotti -, o time rossonero ainda busca uma renovação consistente e vive um momento delicado na temporada. Neste momento, no Campeonato Italiano, vê-se a 16 pontos da zona de classificação para a Liga dos Campeões da Europa e a apenas três da de rebaixamento para a segunda divisão nacional.

Apesar disto, o discurso no Barcelona é de respeito ao clube sete vezes campeão do maior torneio e clubes da Europa. “O Milan é um equipe de hierarquia, tradição e categoria. Não começaram bem a temporada, mas, nas partidas que tinham que mostrar força, conseguiram jogar bem”, explicou Mascherano, citando os jogos contra a Juventus (derrota por 3 a 2) e o primeiro duelo contra o Barcelona (empate por 1 a 1), há duas semanas.

A partida diante dos catalães no San Siro, aliás, deve ser usada como exemplo pelo técnico Massimiliano Allegri para escalar a sua equipe nesta quarta. Apesar disto, algumas mudanças importantes devem se feitas. O time deve ser escalado no 4-4-2 pela primeira vez na temporada, com Robinho atuando ao lado de Balotelli, e Kaká saindo da meia esquerda para jogar mais pelo centro. O brasileiro será apoiado por Montolivo, que tem a confiança do comandante, enquanto De Jong e Muntari ficam mais presos às funções defensivas. No gol, o brasileiro Gabriel, que não foi inscrito para a Champions, perde a vaga para Abbiati.

AFP
Pelo lado do Milan, a experiência de Kaká, de volta à equipe após 4 anos, é a principal arma para surpreender

O Barcelona, por sua vez, entrará em campo com o seu tradicional 4-3-3, com Neymar, Messi e Alexis Sánchez formando o trio de ataque. A única dúvida de Tata Martino é a presença de Césc Fabregas, que poderia jogar no lugar do chileno ou na posição de Xavi, que dificilmente perderá o seu lugar. Na defesa, Mascherano atuará ao lado de Piqué, enquanto os brasileiros Daniel Aves e Adriano formarão as laterais. “Para a gente, não vai ser fácil enfrentar o Barcelona, por causa do estilo de jogo deles. Vivemos um momento difícil, mas a partida pode ser uma oportunidade. Temos que tentar fazer uma boa partida como na ida”, declarou Kaká, que, desde que voltou ao Milan, vem reencontrando seu bom futebol.

Barcelona e Milan se enfrentam nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília), no estádio Camp Nou, na Catalunha. O time espanhol lidera o Grupo H da Liga das Campeões da Europa com dois pontos de vantagem sobre os italianos – que ainda não perderam nas três primeiras rodadas – e deve entrar em campo com: Váldes; Adriano, Piqué, Mascherano, Daniel Alves; Busquets, Xavi, Iniesta; Messi, Sanchez e Neymar. Os Rossoneri, por sua vez, têm tudo para serem escalados com: Abbiati; Abate, Mèxes, Zapata, Constant; De Jong, Muntari, Montolivo, Kaká; Robinho e Balotelli. No mesmo dia e horário, Ajax e Celtic medem forças na Holanda no complemento da 4ª rodada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade