Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Contra o Inter, Botafogo prega concentração ao longo dos 90 minutos

Gazeta Press Rio de Janeiro (SP)

O Botafogo aparece na quarta posição do Campeonato Brasileiro, com 53 pontos. Se não fossem alguns erros cometidos nos últimos minutos, o time poderia estar até mesmo brigando pelo título. A vaga na Copa Libertadores, inclusive, já estaria assegurada. Na semana passada, no confronto direto contra o Goiás, fora de casa, o Alvinegro levou o único gol do confronto aos 44 minutos do segundo tempo. O resultado permitiu que os goianos encostassem no G-4, ameaçando inclusive a classificação botafoguense para o torneio continental.

O fracasso contra o Goiás já tinha sido sentido pela torcida do Botafogo em jogos anteriores. Só no primeiro turno o Botafogo cedeu o empate ao adversário já nos acréscimos do segundo tempo. Foi assim no 2 a 2 com o Atlético-MG no Independência, em Belo Horizonte. No Maracanã, o fato se repetiu no 1 a 1 contra o Flamengo e no 3 a 3 contra o Internacional. Só nestes quatro jogos o Glorioso perdeu sete pontos, que hoje estão fazendo toda a diferença.

Disposto a evitar que o fato se repita, o Botafogo prega o máximo de concentração para o duelo deste domingo, às 17 horas (de Brasília), contra o Internacional, no Centenário, em Caxias do Sul (RS), pela 33ª rodada.

“Não podemos perder a concentração um único momento e isso passa por um posicionamento sempre correto dentro de campo. O Botafogo perdeu alguns pontos importantes porque levou gols em momentos que não podia. Portanto, nesta etapa do Campeonato Brasileiro, faltando apenas seis jogos e com 18 pontos para disputar, não podemos abrir a guarda um único momento”, disse o zagueiro Bolívar.

Pensamento parecido tem o lateral-esquerdo Júlio César. “Infelizmente poderíamos estar em uma situação muito mais confortável na tabela de classificação se não fossem os pontos que perdemos por conta de gols no fim ou de erros de posicionamento. Nessa hora a responsabilidade é de todos e por isso que estamos trabalhando bastante para evitar que os tropeços voltem a acontecer”, disse Júlio César.

O volante Marcelo Mattos fez coro aos companheiros. “Perdemos alguns pontos que hoje estão fazendo muita falta. Se não fossem esses pontos o Botafogo hoje já estaria até mesmo garantido na Libertadores do próximo ano, mas não conseguimos segurar o jogo e fomos punidos pelos nossos erros. Agora, contra o Internacional, estaremos mais uma vez à prova, contra um adversário que vai pressionar bastante. Sendo assim, temos que manter a concentração ao longo dos 90 minutos para não sermos surpreendidos”, analisou.

Na manhã desta sexta-feira, o técnico Oswaldo de Oliveira comandou um treino tático no Engenhão e aproveitou para ajustar o posicionamento do time mais uma vez. A escalação está confirmada. A única alteração em relação à formação que foi derrotada por 1 a 0 pelo Goiás deverá ser a entrada do zagueiro Dória, que cumpriu suspensão, na vaga de André Bahia. O meia Lodeiro está fora do jogo, porque vai se apresentar à seleção uruguaia para a disputa da repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014. Ele perderá os três próximos jogos do time no Brasileirão.

Desta maneira, o Botafogo vai a campo neste domingo com a seguinte escalação: Jéfferson; Edílson, Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Gegê, Seedorf e Rafael Marques; Elias. Neste sábado, os jogadores participam de um recreativo pela manhã e depois a delegação embarca para Caxias do Sul, palco do duelo contra o Colorado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade