Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Contra o Santos, vascaínos veem o Maracanã como um aliado

Gazeta Press Rio de Janeiro (SP)

A vitória de 2 a 1 sobre o Coritiba fez mais do que garantir uma estreia com o pé direito ao técnico Adílson Batista. Devolveu a confiança dos jogadores do Vasco e principalmente dos torcedores. Mesmo com o time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos, a torcida já começa a demonstrar confiança de que a queda não vai se concretizar. Assim, organiza-se para tomar as arquibancadas do Maracanã no duelo contra o Santos, pela 33ª rodada, previsto para domingo, às 17 horas (de Brasília). Na visão dos jogadores isto será fundamental.

“O jogo será no Maracanã, local que os torcedores do Vasco gostam bastante de ver o time jogar. Estamos vindo de um resultado positivo e demonstramos que temos plenas condições de tirarmos o time da situação que se encontra neste Campeonato Brasileiro. O respeito ao Santos é muito grande, mas tenho certeza de que com o apoio do nosso torcedor não vamos deixar a vitória escapar em casa”, disse o zagueiro Jomar.

O atacante Edmilson concorda. “Estamos realmente esperando o Maracanã bem cheio no domingo, por tudo o que vem sendo dito ao longo da semana e pela mobilização que estamos percebendo que os torcedores estão fazendo. Além disso, o resultado contra o Coritiba acaba ajudando, pois aumenta a confiança dos torcedores, que estavam precisando de algo assim. Se ganharmos do Santos será a segunda vitória consecutiva e, dependendo o que acontecer, vamos poder até mesmo deixar a zona de rebaixamento. Sendo assim, espero a torcida junta conosco”, afirmou o artilheiro.

O meia Marlone faz coro aos companheiros. “Os torcedores do Vasco com certeza vão dar mais uma resposta positiva para o time e comparecer em bom número para nos prestigiar. Estamos em uma reta final de Campeonato Brasileiro que se desenha muito competitiva, com muitas equipes ameaçadas de rebaixamento. Mas estamos crescendo neste momento e a vitória sobre o Coritiba mostrou isso, deixando a todos mais confiantes”, disse o jovem vascaíno.

JUNINHO TREINA: recuperando-se de dores na região pubiana, o meia Juninho Pernambucano esteve no campo de São Januário nesta terça-feira, trabalhou com desenvoltura e parece mais perto de ser utilizado no confronto contra o Santos, embora sua escalação não tenha sido confirmada. Na segunda, o Reizinho ficou apenas na academia, sendo monitorado pelos médicos do clube.

O lateral-direito Fágner, que também vinha sofrendo com dores no púbis, treinou sem problemas e deverá ser liberado oficialmente na quarta para o jogo. A situação dele é bem menos grave que a do Reizinho. O atacante Tenório, recuperando-se de uma lesão na coxa, voltou a treinar com bola e deverá ser relacionado a partir da próxima semana. O jogador se machucou na derrota de 2 a 1 para o Atlético-MG, no mês passado, e desde então estava afastado dos gramados.

Para este compromisso Adílson não poderá contar com o volante Wendel, suspenso. O lateral-direito Nei e o volante Sandro Silva, em compensação, retornam de suspensão e voltam a ficar à disposição da comissão técnica. O segundo, porém, é o que tem mais chances de ser utilizado. Nesta quarta o elenco volta a treinar pela manhã e Adilson deverá começar a dar sinais de qual equipe que pretende mandar a campo diante do Santos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade