Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Dirigente do Fluminense pega gancho de 30 dias por ofensas a juiz

Rio de Janeiro (RJ)

Enquanto luta desesperadamente contra o rebaixamento -- em 16º com 42 pontos --, o Fluminense ganhou mais um problema na reta final do Campeonato Brasileiro. O diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano foi levado a julgamento por ofensas ao árbitro André Luiz de Freitas Castro na derrota por 1 a 0 para o Corinthians e recebeu suspensão de 30 dias.

A atitude do dirigente foi registrada na súmula do juiz, e esta encaminhada ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). As reclamações de Caetano foram provocadas pelo pênalti marcado a favor do Timão já nos minutos finais da partida válida pela 33ª rodada da Série A. Alexandre Pato converteu e sacramentou a derrota tricolor em Araraquara.

"Informo que, após a partida, quando a equipe de arbitragem estava no corredor (na porta do vestiário dos árbitros ), o senhor Rodrigo Caetano, diretor executivo do Fluminense, que se encontrava na porta do vestiário de sua equipe, gritou as seguintes palavras : ‘André, seu safado, pilantra! Você decidiu a nossa vida, seu safado", registrou o árbitro na súmula.

A pena chegou a 30 dias de suspensão devido ao fato de Rodrigo Caetano ser reincidente nesta temporada. O homem forte do futebol nas Laranjeiras já havia se envolvido em confusão no empate em 2 a 2 com o Atlético-MG na Arena Independência. Na ocasião, o diretor invadiu o gramado para reclamar com o trio de arbitragem e também foi parar no STJD.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade