Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Lanús recebe Libertad para pegar Ponte na final da Sul-americana

Lanús (Argentina)

O Lanús usará La Fortaleza para defender sua vantagem sobre o Libertad. Nesta quinta-feira, a partir das 22h15 (de Brasília), argentinos e paraguaios se enfrentarão pela segunda vez e decidirão o segundo finalista da Copa Sul-americana: a Ponte Preta eliminou o São Paulo do outro lado da chave.

Em plena Assunção, vitória do Lanús por 2 a 1. Agora, os alvinegros terão que fazer um milagre caso queiram continuar sonhando com o primeiro título internacional de expressão. Enquanto isto, os grenás, que têm a extinta Copa Conmebol de 1996 no currículo, poderão até perder por 1 a 0 em casa.

Divulgação
Multicampeão com o Boca Juniors como jogador, técnico Barros Schelotto é aposta do Lanús
Muito experiente em competições continentais, o técnico do Lanús, Guillermo Barros Schelotto, ex-Boca Juniors, não quer os seus comandados relaxados. “Fizemos a vantagem no primeiro jogo, mas eles também podem fazê-la aqui. Temos que nos concentrar e entender que essa partida é importante”, disse.

Schelotto só deverá ter um desfalque para a volta: o volante Jorge Ortíz, expulso na ida, está suspenso. O treinador não deverá mudar muito a escalação, já que a ideia é a de manter a que venceu e convenceu na capital paraguaia, semana passada.

Do outro lado, o comandante Pedro Sarabia também deverá usar a mesma formação. E, logo que a delegação do Libertad chegou em Buenos Aires, já teve que lidar com um grande problema: a recusa do Lanús em liberar a Fortaleza, local do duelo, para treinamentos.

Volante e capitão do time paraguaio, Sergio Aquino pede para que os seus colegas passem por cima de qualquer adversidade na capital argentina. “Nós temos que ser inteligentes e fazer um grande jogo”. As atividades visitantes foram realizadas na Bombonera, do Boca.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade