Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Entre amor e ódio, Kleina e Araújo vibram à espera de definição

São Paulo (SP)

Gilson Kleina e Márcio Araújo podem ser vistos como os principais símbolos do ano de 2013 para o Palmeiras. Assim como a torcida alternava momentos de festa pelas boas vitórias, desconfiança com placares magros e ira com vexames e eliminações, o técnico e o volante transitaram entre céu e inferno defendendo o Verdão e agora esperam a diretoria bater o martelo sobre seus futuros.

“Treinador sempre vive no amor e no ódio. São 15 meses que estou à frente do Palmeiras e passa um filme muito grande. O torcedor merece comemorar, pois sofreu. Conseguimos trazer o Palmeiras à Série A. E que o time tenha muito sucesso em 2014”, destacou o comandante alviverde após a vitória por 3 a 0 sobre o Boa Esporte neste sábado.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Márcio Araújo é um dos jogadores mais criticados pela torcida, mas foi aplaudido neste sábado
O clima no gramado do Pacaembu era de festa. Os jogadores não esconderam a alegria pela conquista da Série B, diferentemente do comportamento após o jogo do acesso diante do São Caetano. Nas entrevistas, porém, o tom era de seriedade. Diversos atletas têm o contrato por encerrar em dezembro, assim como o treinador.

“Vou dar um passo de cada vez, não vou me empolgar. É uma coisa muito séria. Terá muita pressão, não por ser ano do centenário, mas porque essa camisa tem tradição e vive de conquistas. O campeão voltou, tudo aquilo que a gente prometeu foi cumprido e hoje pudemos ver a alegra no rosto da torcida. O ano de 2014 começou agora, tanto para Palmeiras quanto para Gilson Kleina”, sentenciou.

Enquanto na zona mista do Pacaembu os jogadores faziam campanha pela permanência do técnico, Márcio Araújo comentou solitário sobre sua situação no clube. O volante também aguarda a definição da diretoria para saber se renova com o Verdão e foi muito aplaudido no jogo deste sábado pelos desarmes e chutes a gol.

“Espero ficar e fazer parte de um grupo forte para disputar todas as competições. Foi uma bela temporada minha, com gols no início do ano e boas apresentados na Série B. Sou grato ao professor Kleina e à diretoria pela oportunidade. Agora que acabou e que só vamos cumprir tabela, a diretoria deve sentar com a gente para resolver essas questões”, afirmou o camisa 18.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Gilson Kleina chegou a ter a saída como certa, mas a pressão dos jogadores pode convencer a diretoria
Confira a lista de jogadores que terão os contratos encerrados no final deste ano:

Bruno
Vilson
André Luiz
Fernandinho
Charles (emprestado pelo Cruzeiro)
Wendel 
Léo Gago (emprestado pelo Grêmio)
Márcio Araújo 
Marcelo Oliveira (emprestado pelo Cruzeiro)
Ronny 
Rondinelly (emprestado pelo Grêmio)
Leandro (emprestado pelo Grêmio)
Ananias (emprestado pelo Cruzeiro)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade