Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Felipe aponta Baier e Éderson como principais ameaças do Furacão

Rio de Janeiro (RJ)

Para tentar manter a vantagem no placar agregado da final da Copa do Brasil e conquistar o título do torneio, Felipe acredita que o ideal é não sofrer gols em casa na partida de quarta-feira. Entretanto, o jogador do Flamengo alertou em coletiva de imprensa sobre o poder ofensivo do Atlético-PR.

“Vamos tentar neutralizar o ataque deles. Devemos entrar ligados em campo, porque eles têm jogadores como Paulo Baier e Éderson, que é o artilheiro do Brasileirão. Precisa ser aquela noite perfeita, em que tudo dá certo, para conquistarmos o título”, destacou o goleiro.

O arqueiro rubro-negro também desabafou sobre a desconfiança que existia sobre o Flamengo ao longo do ano.

“É o jogo da vida de todo mundo aqui. Do elenco desacreditado, que foi esculachado por muita gente. A própria torcida não acreditava. Estamos a 90 minutos de conquistar um título nacional que pra muitos aqui é o primeiro. Futebol é jogado dentro de campo e a gente surpreendeu muita gente. Dizem que a Copa do Brasil sempre tem uma surpresa e esperamos que desta vez a surpresa seja o Flamengo”, declarou o goleiro.

Felipe elegeu a classificação sobre o hoje campeão brasileiro Cruzeiro como a grande mudança de rumo do Flamengo na competição. “A reviravolta foi quando eliminamos o Cruzeiro. Aquele gol do Elias no fim mostrou para nós mesmos que poderíamos ir longe”, disse.

Nesta quarta, o Flamengo recebe o Atlético-PR no Maracanã às 21h50 pelo jogo de volta da final da Copa do Brasil. O primeiro jogo, em Curitiba, terminou empatado em 1 a 1.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade