Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Fla não comparece à reunião do Procon e diretor acaba na delegacia

Rio de Janeiro (RJ)

Após o Flamengo anunciar o aumento do preço das entradas para o jogo de volta da final da Copa do Brasil, o Procon-RJ decidiu convocar a diretoria do clube carioca para comparecer à reunião marcada para a manhã desta quarta-feira e justificar a atitude. Nenhum representante do clube compareceu à convocação.

O órgão, que considera o acréscimo de mais de 30% abusivo, entrou com representação por crime de desobediência na Delegacia do Consumidor (Decon) e mandou dois representantes à Gávea. O Procon queria a cópia do contrato com a concessionária que administra o estádio do Maracanã, palco do confronto, relatório financeiro dos últimos 12 meses, uma planilha com a renda de bilheteria de todos os jogos da respectiva competição nacional, entre outros.

Além disso, o órgão queria conduzir o presidente Eduardo de Mello ou outro representante do Flamengo para prestar depoimento sobre o crime de desobediência. Depois disso não houve solução, a polícia precisou intervir e o diretor jurídico, Bernardo Accioly foi intimado para depor na Decon. O time da Gávea condenou a ação do Procon e ainda destacou que considera o preço justo.

“O Flamengo respondeu a tudo que foi indagado. Não compareceu, mas mandou ofício. Pela arbitrariedade, se compara ao que acontecia no regime militar, nada comparado a levar um menino do Flamengo que estava fazendo sua obrigação. O Bernardo que está lá e não foi liberado. Felizmente foi assistido pelos advogados, mas essas coisas acontecem quando é o Flamengo. Provavelmente seria eu no lugar dele (Bernardo), mas eu não estava. Ninguém pode prender ninguém dessa maneira. Onde estamos?”, disse o presidente do Flamengo em entrevista coletiva.

Os valores:

Visando o aumento dos recursos, a diretoria do Flamengo decidiu aumentar o preço dos ingressos para a final da Copa do Brasil. O jogo de volta da decisão contra o Atlético-PR está marcado para o dia 27 de novembro, no estádio do Maracanã. Os valores estão entre R$ 250 e R$ 800, com exceção do sócio-torcedor que terá desconto de 40%.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade