Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Vanderlei Luxemburgo comenta sua demissão do Fluminense

Rio de Janeiro (RJ)

Na tarde desta segunda-feira, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, confirmou a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo. O comandante tricolor admitiu ter recebido a notícia com surpresa, porém, demonstrou confiança na salvação dos seus ex-comandados, que lutam contra o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro.

“Fui pego de surpresa com a decisão do presidente em interromper o trabalho, já que fizemos um planejamento de levar o time para Atibaia (SP) visando a preparação para seis jogos e não apenas um. Como já havia dito, meu pensamento era de permanecer ao lado do grupo até o fim para tentarmos tirar o Fluminense dessa situação incômoda no Campeonato Brasileiro. Entendo e respeito essa decisão, já que há um processo político e eleição se aproximando no clube. Faz parte do futebol. Esse grupo de jogadores está muito focado e determinado em reagir. Já tinha convicção e continuo tendo a certeza de que o Fluminense permanecerá na primeira divisão em 2014”, ressaltou o técnico.

Luxemburgo estreou no Fluminense com uma vitória sobre o Cruzeiro, por 1 a 0, válida pela 10ª rodada da elite nacional. Porém, o retrospecto recente no comando do clube carioca, com nove jogos sem vitórias, pesou para a demissão do treinador. Ao todo, o técnico possui sete triunfos, nove empates e dez derrotas no clube das Laranjeiras, com um aproveitamento de 38,46%.

Na próxima rodada, o Fluminense mede forças com o Náutico, às 21 horas deste quarta-feira, no estádio do Maracanã. O Tricolor das Laranjeiras segue na zona do rebaixamento, com 36 pontos, totalizando nove vitórias, nove empates e quinze derrotas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade