Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Frustrado, Martelotte admite: "Estamos longe do mínimo necessário"

Recife (PE)

A derrota para o Atlético-MG, no estádio Independência, por 5 a 0, confirmou o que os torcedores do Náutico já esperavam: o rebaixamento para o Campeonato Brasileiro da Série B. Neste contexto irreversível, o técnico Marcelo Martelotte fez questão de expressar sua frustração: “A matemática para a gente já se foi há muito tempo. Sabíamos que o rebaixamento estava concretizado há muitas rodadas. Estou muito chateado também. Compartilho desta frustração por não ter conseguido fazer uma campanha melhor e por não ter conseguido colocar o Náutico numa condição melhor. Assim como os torcedores, nós, jogadores e membros da comissão técnica, também estamos abatidos”, declarou.

Na visão do comandante, os motivos que levaram o clube de Recife a chegar nesse ponto são amplos: “Foi um acúmulo de erros. Não existem um ou dois motivos. São vários. O Náutico virou o primeiro turno com nove pontos e no segundo ainda não conseguiu fazer nove. Estamos muito longe do mínimo necessário. Tudo isso por vários motivos que foram cometidos desde o início da temporada. Podemos falar da condução do trabalho, da excessiva troca de treinadores, mas foram vários motivos que fizeram com que o time fique nessa situação. É difícil enumerá-los”, resumiu.

Após passagens por Santa Cruz e Sport, Marcelo Martelotte chegou ao Náutico já com a equipe em situação delicada. No comando alvirrubro, conquistou apenas duas vitórias, contra Coritiba (em casa, por 3 a 0) e Ponte Preta (fora, por 2 a 1). Os dois outros triunfos do Timbu, diante de Flamengo (por 1 a 0, em Florianópolis) e Internacional (por 3 a 0, em seus domínios), vieram sob o comando de Levi Gomes e Zé Teodoro, respectivamente.

O próximo desafio do Náutico na elite nacional será neste domingo, às 19h30 (de Brasília), quando recebe o Criciúma, na Arena Pernambuco. A equipe catarinense, embora ocupe o penúltimo posto, segue viva na luta contra o rebaixamento, com 33 pontos somados. Três a menos que o Fluminense, primeira equipe fora da degola.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade