Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ganso diz que não há desculpa e se conforma com fim da série invicta

Curitiba (PR)

Muricy Ramalho citou o cansaço pelo jogo e a viagem à Colômbia durante a semana e os jogadores relataram a má condição do gramado no estádio Durival Britto, mas Paulo Henrique Ganso se recusou a apontar qualquer um desses fatores como argumento para a derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR. O meia preferiu, apenas, se conformar com o fim da série invicta do São Paulo.

“Uma hora ia acontecer a derrota”, comentou o armador. A invencibilidade encerrada neste domingo durava dez partidas: o Tricolor não perdia desde quando levou 3 a 0 do Santos, em 2 de outubro, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Mesmo raro em mais de um mês sem perder, o resultado não foi considerado uma tragédia pelo camisa 8. “Foram 12 horas de viagem (de volta da Colômbia), o campo estava ruim, mas nada disso é desculpa. O São Paulo não estava em uma tarde boa, quase nada deu certo”, analisou.

“Perdemos para uma excelente equipe, e fora de casa. Nada vai nos atrapalhar nem nos assustar. Temos que acertar os erros e trabalhar para voltar a vencer. Ainda estamos em boa fase”, assegurou o titular do time que está nas semifinais da Copa Sul-americana e já não corre sério risco de rebaixamento no Brasileiro.

Antes de iniciar os duelos contra a Ponte Preta pela Sul-americana, o São Paulo, estacionado no meio da tabela do Brasileiro, tem duas rodadas da liga nacional, sendo a próxima enfrentando o Flamengo às 21h50 (de Brasília) de quarta-feira, em Itu – o jogo não pode ser no Morumbi por conta de punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Meia acredita que o São Paulo continua em boa fase mesmo com o fim da invencibilidade de dez jogos

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade