Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Geovane nega salários atrasados e confia em permanência do São Caetano

Lucas Besseler, especial para a GE.Net São Caetano do Sul (SP)

Após cair para a Série A-2 do Campeonato Paulista, o São Caetano está próximo de mais um rebaixamento na temporada. Com 35 pontos na vice-lanterna, o Azulão precisa vencer suas duas últimas partidas e torcer por uma improvável combinação de resultados para seguir na Série B do Campeonato Brasileiro.

Nesta terça-feira, a Gazeta Esportiva apurou que o atraso de um mês nos salários e dois nos direitos de imagem seria um dos motivos da péssima campanha do time do ABC na competição. O atacante Geovane, no entanto, nega o fato.

“O São Caetano sempre pagou certinho, sempre foi um clube muito organizado. Se depender de dinheiro, a gente vai seguir na Série B. Pode ter certeza disso”, garantiu o jogador, por telefone, logo após o segundo treino no dia. “Está tudo certinho. Nosso salário vence apenas no dia 20 (amanhã) e vão pagar quinta-feira”, completa.

Segundo Geovane, a semana de preparação para o duelo contra o América-RN, às 21h (de Brasília) deste sábado, no Anacleto Campanella, tem sido tranquila. Para o atacante, o São Caetano tem plenas chances de contrariar as previsões e seguir na segunda divisão.

“A gente vem trabalhando firme, confiante. Tudo pode acontecer no futebol. Até a matemática não acabar, temos chance. Não apenas acreditamos como confiamos que vamos ficar”, conclui, desconversando quando perguntado se a diretoria pagará o tradicional “bicho” em caso de permanência. “Até agora não sei de nada, talvez tenha uma reunião nessa semana”, finaliza.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade