Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Gil diz que degola não é assunto e reforça esperança de Libertadores

Marcos Guedes São Paulo (SP)

O zagueiro Gil assegurou que é genuína a declarada esperança dos jogadores do Corinthians de classificação à Copa Libertadores. O rebaixamento é uma realidade mais próxima na tabela, mas os atletas sonham fazer no fim do Campeonato Brasileiro o que não conseguiram nas 32 primeiras rodadas.

“A gente falava em fazer uma sequência de três vitórias para arrancar e não conseguiu. Mas temos a oportunidade de terminar o ano bem. Temos ainda seis partidas, podemos somar 18 pontos. É difícil, mas a equipe está preparada. Estamos todos confiantes”, afirmou.

Com 42 pontos, o Corinthians está a 11 da zona de classificação à Libertadores. A quinta posição poderá ser suficiente – desde que um dos quatro primeiros do Nacional ganhe a Copa do Brasil e nenhum brasileiro conquiste a Copa Sul-americana –, mas a distância para o quinto também é grande: dez pontos.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Gil diz que o grupo ainda acredita na improvável classificação à Copa Libertadores do próximo ano
Mais perto está o grupo dos quatro últimos. O Vasco, que faz parte dele, está a seis pontos do time do Parque São Jorge, assim como o Fluminense, adversário de domingo. Para afastar qualquer risco de degola, as contas apontam a necessidade de chegar aos 46 pontos.

“A gente fala mais da Libertadores mesmo, não comenta disso. Sabemos da nossa qualidade e do trabalho que vem sendo feito aqui. A gente tem que fazer o nosso, conquistando três vitórias consecutivas. Aí, se o pessoal da frente perder alguns jogos...”, comentou Gil.

Alcançando a dificílima meta de vencer todos os seus jogos até o final do ano, o Corinthians atingiria 60 pontos. Nem isso é garantia de nada, mas Tite acha possível conquistar o quinto lugar com 57 pontos e procura salvar o segundo semestre com um aproveitamento improvável nas rodadas derradeiras.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade