Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Goiás vence Ponte, afunda rival e segue vivo na luta por vaga na Libertadores

Goiânia (GO)

No duelo de opostos, o Goiás confirmou o favoritismo sobre a Ponte Preta e conquistou vitória por 2 a 0, no Serra Dourada. O resultado mantém o time vivo na briga por uma vaga na próxima Copa Libertadores. Já a Macaca segue cada vez mais próxima de disputar a Série B do Campeonato Brasileiro em 2014.

Os gols da partida foram marcados por Eduardo Sasha e Ramon, em um espaço de apenas três minutos. Aos 23 do primeiro tempo, o atacante apareceu livre na entrada da área após cobrança de falta e chutou forte e cruzado para abrir o placar. Dois minutos depois, Ramon aproveitou a sobra na finalização do companheiro e teve apenas o trabalho de tocar para o gol vazio.

Há nove jogos sem perder no Brasileirão, o Goiás chega aos 56 pontos e ganha força na luta por uma vaga no G-4. O time Esmeraldino pode até mesmo terminar a rodada entre os quatro primeiros colocados, caso o Botafogo tropece em casa contra a Portuguesa. Já a Ponte Preta segue com 34, na vice-lanterna.

Às 17h (de Brasília) do próximo domingo, a Macaca tem dura missão contra o líder Cruzeiro, no Mineirão. No mesmo dia, às 19h30, o Goiás recebe o Internacional no Serra Dourada. As partidas são válidas pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Divulgação
Eduardo Sasha marcou um gol, participou de outro e foi o destaque do Goiás na partida
O jogo – Logo no primeiro minuto, William cruzou da direita e Adailton aproveitou vacilo de Renan para cabecear com muito perigo. Este, no entanto, seria o único bom lance da Ponte Preta no primeiro tempo.

Após alguns minutos sem emoções, o Goiás passou a tocar bem a bola e mandar na partida. Aos 16, Ramon cabeceou bem e obrigou Roberto a fazer boa defesa. No lance, o goleiro bateu o braço na trave e precisou ser atendido no gramado.

Sete minutos depois, Renan Oliveira cobrou falta na área e a zaga afastou mal. Na sobra, Eduardo Sasha soltou uma bomba de primeira para abrir o placar no Serra Dourada.

Arte GE.Net
O gol animou o Goiás. Apenas dois minutos depois, uma boa troca de passes acabou nos pés de Eduardo Sasha, que chutou na zaga. Na sobra, Ramon apareceu livre na segunda trave para tocar para o gol vazio.

Em vantagem, o time da casa esfriou o jogo e passou a se defender com ainda mais eficiência. Acuada, a Ponte Preta pouco perigo ofereceu e ainda viu o Esmeraldino chegar bem nos contra-ataques. Em um deles, Walter recebeu de Renan Oliveira e, da marca do pênalti, chutou à esquerda do gol.

Com o atacante Rildo no lugar do zagueiro Diego Sacoman, a Ponte Preta voltou trocando mais passes no segundo tempo. O time de Campinas, no entanto, esbarrou na boa marcação do Goiás e só conseguiu finalizar aos dez minutos, em chute de fora da área de Alef que saiu muito acima do gol.

A partir daí, porém, o Goiás equilibrou as investidas e passou a atuar mais no campo de ataque. Nem mesmo as alterações do técnico Jorginho foram capazes de deixar a Macaca mais ofensiva.

Com isso, o jogo seguiu com poucos lances de perigo até os minutos finais, quando a Ponte esboçou uma pressão. Em dois lances, o segundo deles um belo voleio que explodiu na trave, Rafael Ratão quase diminuiu o placar. O susto acordou o Goiás, que recuou ainda mais e administrou a vantagem com tranquilidade até o apito final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade