Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Grêmio fecha último treino antes de decisão com o Atlético-PR

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Como já era previsto, o último treino do Grêmio antes da partida decisiva da semifinal da Copa do Brasil foi fechado. O ônibus do clube foi posicionado de forma a impedir que a imprensa visualizasse o que ocorria no gramado da Arena. Com isso, aumenta o clima de mistério no Tricolor antes do duelo com o Atlético-PR.

Em sua coletiva, o técnico Renato Gaúcho minimizou o fato de o trabalho da tarde desta terça ter sido fechado: “eu praticamente não fecho treinos, mas hoje precisávamos trabalhar cobranças de pênalti, coisas importantes, que ficam entre a gente. É um direito nosso fechar o treino, mas não houve nada de muito misterioso”, garante o treinador.

De fato, Renato não deve mexer muito na escalação gremista para o confronto com o Furacão. Em relação ao time que entrou em campo no empate com o Bahia, no domingo, a única mudança deve ser a volta de Pará à lateral direita no lugar de Moisés. A equipe deve entrar no esquema 4-3-3, com Kleber, Barcos e Vargas no ataque – os três estiveram ausentes no jogo de Curitiba, por suspensão.

Existe a chance, ainda que pequena, que Elano ou Zé Roberto comecem o jogo. A dúvida principal, porém, está na zaga: Bressan, titular contra o Bahia, é o favorito para iniciar o jogo, embora a escalação de Werley não possa ser descartada. O time deve ter Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro e Riveros; Kleber, Barcos e Vargas. O Grêmio precisa vencer por dois gols de diferença para chegar pela oitava vez à final da Copa do Brasil.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade