Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Herói da semifinal, Leonardo admite rebaixamento e espera o Lanús

Mogi Mirim (SP)

Assim como os torcedores da Ponte Preta, Leonardo vive mistura inexplicável de sentimentos. Enquanto não vê saída para escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o centroavante que foi decisivo nos dois confrontos com o São Paulo ao marcar na capital e em Mogi Mirim festeja a classificação história para a final da Copa Sul-americana.

“A gente acabou pagando no Brasileiro por querer disputar bem a Sul-americana. Acabou ficando pesado, pois tivemos viagens na sexta-feira à noite para jogar no domingo. Estou feliz apesar do rebaixamento na Série A estar praticamente definido. Agora o foco é todinho na final”, exaltou o camisa 29 ao canal SporTV.

Se admitiu a tarefa quase impossível no Brasileirão, Leonardo também não mediu as palavras para dizer que o Lanús será o adversário da grande decisão. Os argentinos bateram o Libertad no Paraguai no primeiro confronto por 2 a 1 e jogam às 22h15 (de Brasília) desta quinta com o apoio da torcida em La Fortaleza.

O centroavante fez história ao anotar o segundo da Macaca na vitória por 3 a 1 sobre o São Paulo na semana passada e o único do empate em 1 a 1 desta quarta no Romildão E quer mais. “Vamos continuar assim, porque o torcedor ponte-pretano merece. Falta uma paginazinha ainda, um adversário difícil, que deve ser o Lanús. Queremos ganhar esse titulo para essa alegria da toricda continuar”, projetou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Leonardo caiu de vez nas graças da torcida com mais um gol e muita dedicação dentro de campo
Um dos destaques do duelo com os são-paulinos, Elias também mostrou ambição. O armador lamentou o veto dos tricolores ao estádio Moisés Lucarelli – ironizado pela torcida da Macaca com gritos de “chupa, Juvenal (Juvêncio)” para o presidente rival – e valorizou o feito dos companheiros ao eliminar o atual campeão da Copa Sul-americana.

“É claro que queríamos ter jogado lá em Campinas, mas viemos para Mogi Mirim encarando da melhor forma. Tirar o São Paulo não foi fácil, por isso todos estão de parabéns. Queremos ser campeões, mas sempre respeitando o adversário", ressaltou o maestro da Veterana, que chega a uma final logo na primeira participação em torneios internacionais.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade