Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Joinville esfria reação do Paysandu e mantém sonho do acesso vivo

Joinville (SC)

O público que compareceu à Arena Joinville na noite desta terça-feira não se decepcionou. Em duelo válido pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o JEC recebeu o desesperado Paysandu, deu susto na torcida depois de abrir larga vantagem, mas venceu por 4 a 2 -- a terceira seguida na competição -- para reascender o sonho do acesso à elite do futebol nacional.

Sem poder dar chance ao azar, o Coelho armou pressão inicial para os bicolores e logo com dois minutos acertou a trave do goleiro Matheus. Marcelo Costa levantou na grande área e o zagueiro Rafael desviou no poste. No ataque seguinte, Edu apanhou sobra de chute de Diogo Oliveira e perdeu mais uma chance clara.

Os paraenses responderam aos dez minutos em rápido contra-ataque puxado por Marcelo Nicácio. O centroavante descolou bom passe na meia direita para Eduardo Ramos disparar e bater cruzado no pé da trave de Ivan. Aos 22, os catarinenses voltaram a incomodar quando Edu girou bonito na área e bateu prensado.

Arte GE.Net
A tensão que já começava a tomar conta das arquibancadas só foi aliviada aos 29 minutos. O lateral esquerdo Rafinha chegou com facilidade à linha de fundo e cruzou no capricho. A zaga do Papão ficou assistindo e Diogo Oliveira entrou livre para bater de canhota, marcar um belo gol e finalmente fazer a festa da torcida tricolor.

Sem dar chance à reação do Paysandu, o JEC precisou de apenas três minutos para ampliar o placar. Autor do primeiro gol, Diogo Oliveira atuou como garçom e rolou na medida para Edigar Júnio após arrancar em velocidade. O centroavante mostrou faro de gol e não desperdiçou a oportunidade de balançar as redes adversárias.

O segundo gol despertou o time da Curuzu, que fechou a etapa inicial lamentando duas defesas à queima-roupa de Ivan em chutes de Nicácio e Eduardo Ramos, além de bola na trave do zagueiro Leonardo. No começo do segundo tempo, porém, foi o Joinville que marcou. Wellington Bruno aproveitou sobra na área e anotou aos 16 minutos.

Sete minutos depois, o Papão acordou de vez na Arena e gelou a espinha da torcida tricolor. O meia Djalma rolou para o lateral esquerdo Alex Gaibu cruzar e viu Leonardo desviar sem chances para Ivan. Aos 30, o pavor aumentou. O volante Artur levantou e o centroavante Careca apareceu livre para fazer o segundo dos visitantes.

O JEC poderia perder de vez o controle da partida, mas Marcelo Costa chamou a sorte voltou a soprar para os catarinenses. Quatro minutos após o gol sofrido, a equipe treinada por Sérgio Ramírez exigiu duas grandes defesas do goleiro Matheus até que Marcelo Costa soltou o pé na pequena área. Yago Pikachu tentou afastar com a mão, mas não evitou o gol dos mandantes.

Vágner Benazzi ficou irritado com o lance, pedindo a marcação de pênalti contra o próprio time. Na visão do técnico, mesmo com a expulsão do lateral direito, o Paysandu teria a chance de defender a penalidade e se manter vivo no confronto. O árbitro Cláudio Mercante não aceitou as reclamações e expulsou o treinador.

O lance desestabilizou os paraenses enquanto a torcida tricolor passou a gritar “olé” com o toque de bola do Coelho. Com o resultado, o Joinville chega aos 52 pontos e se aproxima de vez do G-4. Na próxima rodada, o compromisso é com o líder Palmeiras, às 16h20 (de Brasília) do dia 9 de novembro, no Pacaembu.

Já a briga do Paysandu contra o rebaixamento aumenta ainda mais. Os paraenses somam 35 pontos e podem ver a distância para sair da degola subir para quatro pontos. O adversário na rodada 34 será o Oeste, às 17h20 também do dia 9, no Mangueirão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade