Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Jorginho admite rebaixamento da Ponte Preta e pensa na Sul-americana

Campinas (SP)

Após o empate com o Grêmio, por 1 a 1, válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta chegou aos 36 pontos, seguindo na vice-lanterna da competição. Mesmo com uma remota chance de permanência, o técnico Jorginho já se mostrou conformado com o rebaixamento da equipe e direcionou seu foco para a Copa Sul-americana, competição em que a Macaca campineira tem grandes chances de chegar às finais.

“A gente sabe que matematicamente tem uma possibilidade, mas não contamos mais com isso. Agora é pensar na Sul-americana. Eu fico muito triste. Queria muito deixar a Ponte na Série A. Agradeço muito o apoio da torcida, mas é ficar triste até meia noite de hoje só. Amanhã já é pensar no São Paulo. O nosso torcedor merece e precisa de uma alegria na quarta-feira”, disse o comandante da Macaca.

Além do mais, o treinador chamou para si a responsabilidade pela queda, expondo a falha em partidas decisivas na competição: “Tivemos todas as oportunidades de sair dessa situação. Não adianta colocar a culpa em ninguém. A pontuação no primeiro turno foi muito ruim. Eu assumo toda a responsabilidade, seja no jogo de hoje, como nos outros jogos. Foram detalhes ao longo da campanha que nos rebaixaram, como o jogo contra o Flamengo, o do Náutico e o de hoje”, ressaltou.

Por fim, o comandante fez questão de admitir que não existe nada ganho na competição internacional, pregando total respeito ao Tricolor do Morumbi: “Se passarmos do São Paulo, com certeza, todos os jogadores titulares vão descansar para a final e não vão jogar mais no Campeonato Brasileiro. Mas repito: ainda é preciso confirmar a classificação. O São Paulo é um grande time. Não tem nada ganho”, completou.

O duelo entre a Macaca e o Tricolor será às 21h50 (de Brasília), desta quarta-feira. Na partida de ida, disputada no estádio do Morumbi, os comandados de Jorginho surpreenderam e triunfaram por 3 a 1. Quem avançar enfrentará Libertad (PAR) ou Lanús (ARG) na final da competição. Porém, na elite nacional, a equipe de Campinas tem pela frente mais dois compromissos: a Portuguesa, no estádio Moisés Lucarelli, e o Internacional, no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS).

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade