Futebol/Bastidores - ( )

Lins é vetado para o próximo jogo; Criciúma pode perder mando

Criciúma (SC)

Na luta contra o rebaixamento na Série A do Campeonato Brasileiro, o Criciúma ganhou dois problemas na tarde desta segunda-feira para as duas rodadas finais da competição. Lesionados no empate em 1 a 1 diante do Vitória, no último sábado, o atacante Lins e o volante Henik foram vetados pelo departamento médico e não vão jogar diante do São Paulo, no próximo domingo, novamente no Heriberto Hulse.

Artilheiro do Criciúma no Brasileiro, com 11 gols marcados, o atacante Lins sofreu uma contratura muscular na perna direita e teve que ser substituído por Cassiano. De acordo com os médicos do Tigre, a lesão não é grave, o que ainda proporciona a chance de o jogador atuar contra o São Paulo, mas esta não é a aposta dos especialistas.

Henik, por sua vez, sofreu uma lesão mais complicada, um estiramento de grau 2 na coxa direita, e pode ter se complicado ainda mais por não ter sido substituído, já que, no momento na contusão, o Criciúma já havia feito as três alterações. De acordo com o departamento médico, a previsão de recuperação é apenas para o próximo ano.

Tigre pode perder mando de campo - Em meio as acusações de ter usado jogadores irregulares na Série A, o que já foi descartado pela CBF, o Criciúma pode perder seu último mando de campo na competição. Nesta terça-feira, o STJD vai julgar o clube catarinense por causa de uma faixa estendida na torcida na 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra a Ponte Preta, com os dizeres: “não vamos cair no apito”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade