Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Misterioso sobre 2014, Luis Fabiano admite ter que melhorar muito

Helder Júnior Guarulhos (SP)

Luis Fabiano foi ovacionado pelos torcedores que aguardavam o São Paulo no aeroporto de Guarulhos, um dia após o empate por 0 a 0 com o Atlético Nacional, na Colômbia. Sua expressão, contudo, não condizia com a festa que o público fazia no saguão de desembarque, no início da tarde desta quinta-feira. O atacante não conseguiu disfarçar o incômodo com o mau momento técnico que enfrenta.

“Na verdade, preciso melhorar muito ainda. Não estou conseguindo jogar. Meu físico também não está 100%”, lamentou Luis Fabiano, cabisbaixo. “Vou pensar nos próximos jogos, treinar e fazer o possível para melhorar”, acrescentou, enquanto era alvo de disparos de diversas máquinas fotográficas, gritos histéricos de fãs e pedidos de autógrafos.

Apesar de ainda ser bastante admirado pelo seu passado, Luis Fabiano voltou a pensar em encerrar o seu ciclo no São Paulo. Ainda mais porque a boa fase do concorrente de posição Aloísio coincidiu com a sua acentuada queda de rendimento. “Ninguém sabe onde estará no ano que vem”, avisou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Luis Fabiano desembarcou nos braços da torcida são-paulina, mas triste com a sua má fase técnica
Quando adotava um tom misterioso sobre o seu futuro profissional, o atacante enfim abriu um sorriso – motivado por uma piada de um torcedor rival. “Vai para o Corinthians, Luis!”, gritou o intruso. Luis Fabiano continuou: “O meu pensamento está no presente. Não quero projetar 2014 por enquanto. Teremos um mês importante, em que poderemos salvar a nossa temporada com um título (da Copa Sul-americana) e a vaga na Libertadores, então algumas coisas devem mesmo ser deixadas para depois”.

O jogador não quis dizer se já recebeu sondagens de outros clubes. “Não vou falar disso. Não é o momento. A hora é de trabalhar apenas. Meu foco está voltado a tentar ser o que eu era antes, fazendo gols e jogando bem. No ano que vem, terei tempo para analisar. Mas ainda penso em cumprir o contrato com o São Paulo”, ponderou Luis Fabiano, cujo vínculo com o time do Morumbi vencerá em 31 de dezembro de 2015.

Também abalado pelas recentes lesões musculares, o atacante não pretende desfalcar o São Paulo para aperfeiçoar as formas física e técnica. “A gente só volta a jogar bem jogando. Infelizmente, não tive tanto essa oportunidade nas últimas semanas. Vamos ver se me reencontro nos próximos jogos”, vislumbrou.

Resta saber quantas chances Luis Fabiano terá para melhorar dentro de campo. Ele já não estranha mais as perguntas sobre a possibilidade de ir para a reserva. “É lógico que eu me incomodaria, pois nenhum jogador pode ficar feliz com isso. Mas eu respeitaria essa decisão, numa boa. O treinador sabe o que é melhor para o time. Se não jogar, vou treinar para estar bem”, conformou-se.

Cartão amarelo meio idiota
A classificação do São Paulo para as semifinais da Copa Sul-americana e a reação no Campeonato Brasileiro amenizam um pouco os problemas de Luis Fabiano. Ele mesmo consegue brincar com a sua marcante indisciplina. Na Colômbia, recebeu um cartão amarelo nos acréscimos da partida contra o Atlético Nacional por arremessar uma bola em campo.

“Fui dar a bola para o gandula, que não segurou, e tomei um cartão amarelo meio idiota. A minha sina é essa”, gargalhou Luis Fabiano. “Mas valeu a pena, não é? O importante foi a classificação do São Paulo.”

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade