Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Montillo deseja sorte e isenta Claundinei por campanha irregular

Santos (SP)

Após a confirmação da diretoria de que Claudinei Oliveira não permanecerá no Santos em 2014, o clima é de tristeza para Walter Montillo. O argentino lamentou a decisão dos dirigentes, isentou o jovem técnico de culpa pela campanha irregular no Campeonato Brasileiro e lembrou que a situação estava ainda mais complicada antes da efetivação do treinador das categorias de base.

“Quando um treinador fica sem trabalho é muito ruim, mas é uma decisão da diretoria e não dá para falarmos nada. Não conseguimos os objetivos, mas temos de lembrar que tudo poderia ter sido pior pelo nosso começo na competição. Agora temos que pensar em um 2014 melhor, com um treinador que possa nos guiar a coisas importantes", opinou o camisa 10.

Montillo garantiu que o elenco demonstrou carinho a Claudinei no primeiro treino após o veredicto do presidente em exercício Odílio Rodrigues. O armador ainda aproveitou para desejar sorte para o comandante santista, que ainda terá mais três compromissos à frente da equipe na Série A, contra Fluminense, Atlético-PR e Goiás.

"O reencontro com o Claudinei foi muito bom. Ele é um cara bom, que todos nós gostamos muito. O relacionamento sempre foi bom, ele conhece muito a base do clube. Todos nós desejamos que ele tenha uma ótima carreira, com muito sucesso nos lugares onde for a partir de agora", declarou o meio-campista contratado no início do ano junto ao Cruzeiro.

Antes de se despedir oficialmente, Claudinei precisa ajustar o Santos para encarar o Fluminense neste domingo, às 17 horas (de Brasília), em Presidente Prudente. Nesta quinta-feira, o treinador contou com a volta do lateral esquerdo Eugenio Mena, que participou da derrota do Chile para a Seleção Brasileira na última terça-feira.

O canhoto assume a posição do garoto Emerson Palmieri, preservado após reclamar de dores musculares na coxa esquerda. Dessa maneira, o Peixe que encara o Tricolor das Laranjeiras deve ter Aranha, Cicinho, Edu Dracena e Mena; Alison, Arouca, Cícero e Montillo; Thiago Ribeiro e Geuvânio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade