Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Muricy cede a cansaço do time e deve escalar reservas no Brasileiro

São Paulo (SP)

Ao assumir a culpa pela derrota contra o Atlético-PR, responsabilizando o cansaço pela viagem à Colômbia durante a semana, Muricy Ramalho usou o jogo desse domingo como lição: deve abrir mão de alguns titulares nas duas próximas rodadas do Brasileiro. Com o risco praticamente nulo de rebaixamento, a busca pelo bicampeonato na Sul-americana terá prioridade.

“Vamos olhar com carinho. Não posso submeter os jogadores ao esforço que estão fazendo sem condições de exercer um jogo corrido. Temos que ver”, indicou o treinador, disposto a ceder ao desgaste apontado por seus comandados.

“Sentimos no vestiário os jogadores cansados demais. Temos que rever isso e ver o que é melhor. Não adianta insistir e o cara não dar a resposta. Vamos sentir a parte física e decidir”, prosseguiu.

Antes de começar os duelos diante da Ponte Preta pelas semifinais da competição continental, o São Paulo entrará em campo duas vezes pelo Brasileiro. Enfrentará o Flamengo em Itu, na quarta-feira, cumprindo punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e visitará o Fluminense no domingo, no Maracanã.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Com derrota para o Atlético-PR, técnico entendeu que o desgaste impede que o time jogue como ele quer
A possibilidade de abrir mão do Brasileiro, na verdade, é motivo de orgulho para Muricy. Ao indicar a provável escalação de reservas na liga nacional, o técnico lembrou que assumiu o time com a primeira missão de mantê-lo na primeira divisão, mesmo que precisasse deixar a Sul-americana de lado.

“Claro que a Sul-americana tem uma importância muito grande agora. Há dois meses, só pensavam em sair da situação em que estávamos no Brasileiro, mas passamos de fase na Sul-americana e temos condições de ganhar essa competição”, projetou o treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade