Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Muricy elogia Luis Fabiano, mas mantém mistério no ataque

Helder Júnior São Paulo (SP)

O técnico Muricy Ramalho fechou à imprensa a primeira parte do último treino do São Paulo para o jogo com a Ponte Preta, que será disputado na quarta-feira, no Morumbi. Após a atividade, ele aumentou o suspense em relação à escalação de sua dupla de atacantes para o duelo de ida das semifinais da Copa Sul-americana.

“Já está definido, mas não vou falar”, desconversou Muricy, que tem Luis Fabiano (em baixa), Aloísio (de volta após sofrer lesão muscular) e o jovem Ademilson como opções para o setor ofensivo. “A gente tem poucas dúvidas. O pessoal descansou bem. Não deve haver surpresas.”

Apesar das respostas evasivas desta terça-feira, o técnico reconheceu que Luis Fabiano evoluiu fisicamente – com a ressalva de que ainda continua em jejum de gols. “É claro que ele melhorou bastante, participando mais das jogadas. Isso é natural, até pelo treinamento que está fazendo. Centroavante vive de gols, e ele não marcou, mas já está melhor na participação e na parte física”, elogiou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Em mau momento, Luis Fabiano deve perder lugar na formação do São Paulo contra a Ponte Preta
O comentário sobre Luis Fabiano, de qualquer forma, não significou um indício da escalação do atleta diante da Ponte. Até porque Muricy Ramalho voltou a se esquivar quando o assunto era a vantagem de contar com um atacante experiente em sua equipe, acostumado a jogos decisivos.

“Tudo é importante. Quando o lado coletivo não está bem, aparece alguém para decidir. Isso é assim em qualquer time do mundo. Mas também temos que levar em conta o aspecto de grupo”, disse o misterioso treinador do São Paulo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade