Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Muricy põe físico acima de recorde e indica que poupará Ceni

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Pouco importa se Rogério Ceni disse que gostaria de atuar - e consequentemente igualar o recorde de jogos por um mesmo time, o qual pertence a Pelé. Muricy Ramalho indicou nesta sexta-feira que, por precaução física, o goleiro não estará em campo no domingo, diante do Fluminense, no Maracanã.

"A gente não vê esse detalhe de recorde, não é problema nosso. Temos que cuidar do jogador. Ele é super importante, então não estamos pensando que ele bata recorde, mas que esteja sempre bom pra jogar. Pode ser que neste jogo ele também não vá jogar", disse.

Se atuasse no Rio de Janeiro, o camisa 1 alcançaria a marca de 1116 partidas pelo São Paulo, algo que só Pelé conseguiu, no Santos. O jogador de 40 anos e 113 gols, porém, deve alcançar o feito somente na quarta-feira que vem, quando sua equipe recebe a Ponte Preta, no Morumbi, pela partida de ida da semifinal da Copa Sul-americana.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Goleiro, porém, gostaria de atuar no Rio de Janeiro
A ideia de Muricy, mais preocupado com o torneio continental do que com o Campeonato Brasileiro, é escalar apenas reservas diante do Fluminense, que está ameaçado de rebaixamento à segunda divisão nacional. Do goleiro ao atacante - Aloísio, poupado já no meio de semana, em função de dores musculares na coxa esquerda, também está fora.

"Pela sequência de jogos, a gente chegou ao nosso limite. Os exames mostraram isso novamente. Nossa recuperação não está sendo muito rápida. É um grande risco pôr jogadores que vêm nessa sequência, mesmo porque a temperatura anda alta. Tem que ter um pouco de cuidado nesta reta final de temporada", argumentou.

"O Aloísio está fora por cansaço muscular mesmo. É outro que estava a ponto de se machucar gravemente. Ele não está nem treinando com o grupo, só se recuperando, porque isso pode agravar", concluiu o treinador.

Válido pela 35ª rodada da competição nacional, o duelo com o Fluminense está marcado para 17 horas (de Brasília) de domingo. A escalação só será definida por Muricy em trabalho na manhã deste sábado, sem acesso da imprensa ao CT da Barra Funda.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade